Santos vira sobre o XV de Piracicaba, sob olhares de Pelé e Neymar: 2 x 1

Santos vira sobre o XV de Piracicaba, sob olhares de Pelé e Neymar: 2 x 1

Após perder gols no primeiro tempo, atacante aproveita as chances na etapa final e faz o Peixe quebrar série de três jogos sem vencer no estadual

Sem Neymar em campo, coube a André tirar o Santos do sufoco no Campeonato Paulista. Em uma noite de uma apresentação bastante irregular, principalmente no primeiro tempo, o Peixe contou com o oportunismo de seu centroavante na etapa final para comandar a virada por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, neste domingo, na Vila Belmiro. Cesinha marcou para o Nhô Quim.

O suado triunfo e os dois gols de André foram acompanhados por Pelé e Neymar, suspenso pela expulsão contra a Ponte Preta. Em áreas diferentes do estádio, os ídolos alvinegros não se encontraram depois da polêmica entrevista do Rei do Futebol ao Esporte Espetacular em que criticou o comportamento recente do craque.

O resultado faz o Santos quebrar a sequência negativa de resultados no estadual ? um empate e duas derrotas. O placar coloca a equipe do litoral na quarta colocação, com 17 pontos, dois abaixo dos líderes São Paulo e Ponte Preta. No domingo, o Alvinegro faz o clássico contra o Corinthians, às 16h, no Morumbi.

Já o XV de Piracicaba acumula o terceiro confronto seguido sem vencer e fica em situação perigosa, com apenas nove pontos, um acima da zona do rebaixamento. O clube do interior chegou aos 12 pontos e recebe o Mirassol, sexta-feira, às 19h30m, no estádio Barão de Serra Negra.

Peixe joga mal, e Nhô Quim carimba a trave

De seu camarote na Vila Belmiro, Neymar pôde constatar, mais uma vez, como o Santos é dependente dele. Suspenso pela expulsão contra a Ponte Preta, o atacante viu o Peixe sofrer com um número excessivo de passes errados no ataque, mas com sorte de ter a trave como aliada para não terminar o primeiro tempo em desvantagem.

O garoto Giva, escalado na vaga e vestindo a camisa 11 do ídolo alvinegro, foi o melhor do sistema ofensivo. Veloz e com boa movimentação pelos lados, criou as duas melhores oportunidades para os santistas. André, bastante questionado no clube, desperdiçou ambas. Montillo e Cícero ficaram abaixo do esperado e pouco apareceram na criação.

Sem ser pressionado, o XV de Piracicaba não se limitou a defender e chegou a dominar a partida em alguns momentos. Dos pés do artilheiro Márcio Diogo saiu o principal lance da etapa inicial. Após belo drible no lateral Bruno Peres, ele deu um leve toque na bola na saída do goleiro Rafael e acertou a trave.

O Santos não conseguiu responder à altura. O time teve problemas na ligação da defesa para o ataque. Arouca, responsável pela transição, também não esteve em noite inspirada. Muricy foi à loucura na beirada do campo com os erros de Bruno Peres e refletiu na torcida, que vaiou o time na saída para o intervalo.

André faz dois e decide para o Santos

Muricy voltou dos vestiários com a orientação de aproximar os jogadores de ataque. A instrução, porém, não foi seguida pela equipe. O XV controlou a partida e chegou ao gol aos sete minutos. Após cobrança de falta de Diguinho pela direita, Cesinha desviou de cabeça de costas, a bola tocou na trave, bateu em Rafael e entrou.

A desvantagem dez o Santos acordar para buscar ao ataque, mas sem muita organização. O time passou a insistir em cruzamentos para a área e chegou à igualdade, aos 25, depois que Luiz Eduardo colocou o braço direito na bola após levantamento. André cobrou o pênalti e deixou tudo igual.

Com o XV mais recuado, o Santos aproveitou para continuar pressionando. A virada veio aos 28 minutos. Montillo cobrou escanteio, Giva desviou e André, na mesma linha dos defensores, tocou de cabeça.

A partir disso, o Peixe passou a administrar o resultado e a esperar o adversário. O XV, porém, não teve forças para reagir. Muricy tratou de reforçar a marcação para impedir qualquer sufoco nos minutos finais e conseguiu um resultado importante para amenizar a cobrança no clube.

Fonte: Globo Esporte