Fla empata com o Grêmio por 1 a 1

Fla empata com o Grêmio por 1 a 1

O principal personagem da partida foi meia Petkovic, que renovou contrato com o Fla

Em um jogo bastante movimentado, Flamengo e Grêmio empataram em 1 a 1 neste domingo, no Maracanã. O principal personagem da partida foi o meia Petkovic, que renovou contrato com o Rubro-Negro nesta semana, voltou ao time titular e fez um gol. Ele ficou em campo 65 minutos. Rodrigo marcou o a equipe gaúcha. A presença de público novamente foi muito tímida: apenas 7.109 pagantes.

Com o resultado, o Rubro-Negro chega a seis pontos, e está na 11ª posição. O Tricolor, que tem cinco pontos, está em 12º lugar. No fim do jogo, o time rubro-negro foi vaiado pela sua torcida.

Na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), o Flamengo vai até o Palestra Itália enfrentar o Palmeiras. Na quinta, às 21h, o Grêmio recebe o Atlético-MG no Olímpico.

Pet faz a diferença para o Fla. Mas cansa

O técnico Rogério Lourenço surpreendeu e escalou o Fla com três zagueiros, formação que ele não havia testado anteriormente. Álvaro, que não jogava desde o dia 14 de abril, o jogo contra Universidad Católica, se juntou a David e Ronaldo Angelim. Mas o que poderia significar um time mais defensivo não se confirmou em campo. Com Petkovic inspirado e os laterais com bastante liberdade, o Rubro-Negro foi perigoso desde o início.

Aos sete minutos, Pet lançou Léo Moura na direita, e o lateral cruzou na medida para Vagner Love. O camisa 9 mandou de cabeça e acertou a trave. O rebote ficou com Vinícius Pacheco, que rolou para Petkovic. O sérvio arrumou para a perna esquerda e acertou um belo chute, que venceu o goleiro Victor: 1 a 0. Dois minutos depois, Pet colocou Vinícius Pacheco na cara do gol, mas o meia-atacante preferiu cruzar em vez de chutar e jogou a bola no pé do marcador.

Só dava o sérvio. Aos 14 minutos, ele recebeu dentro da área, cortou para o pé direito e chutou colocado. Victor, bem colocado, conseguiu fazer a defesa. Até então, o Grêmio pouco atacava e não incomodava a defesa flamenguista. Na segunda metade do primeiro tempo, no entanto, o panorama mudou. Com Petkovic já aparentando certo cansaço, o Tricolor cresceu na partida.

Aos 28, os gaúchos criaram a primeira boa chance de gol. Hugo cruzou da esquerda e a bola passou por toda a área. Da direita, Jonas cruzou novamente, David furou e ninguém do Grêmio apareceu para colocar a bola para dentro do gol. Aos 30, Edílson mandou uma bomba em cobrança de falta e Bruno teve que se virar para espalmar a bola.

O Fla ainda teve um gol anulado aos 44 minutos. Juan puxou o contra-ataque e lançou Léo Moura, que cruzou na direção de Love. O atacante desviou para o fundo da rede, mas o assistente acusou posição de impedimento.

Rodrigo deixa tudo igual para o Grêmio

O intervalo parece ter servido para dar um gás extra a Petkovic. Aos dois minutos, ele deu um passe milimétrico para Vagner Love, que, de cara para o gol, chutou com a perna esquerda e Victor fez uma grande defesa. O castigo para o Flamengo veio logo depois, aos seis minutos, e com um ex-atleta do clube. Rockemback bateu escanteio da direita, o zagueiro Rodrigo subiu mais do que Camacho e, de cabeça, fez o gol: 1 a 1. Aproveitando o momento de instabilidade do adversário, o Grêmio quase virou aos oito, quando Hugo chutou de dentro da área e Bruno fez a defesa.

Aos 13 minutos, Vinícius Pacheco foi driblando em velocidade e entrou na área do Grêmio. Ele se chocou com Rodrigo e pediu o pênalti. O meia-atacante parou na jogada e perdeu a chance de finalizar. Foi seu último lance, já que foi substituído minutos depois por Diego Maurício. Aos 24, o Tricolor voltou a assustar os cariocas. Hugo acertou um chute muito forte de fora da área, e Bruno espalmou. Um minuto depois, os gaúchos perderam uma chance inacreditável. Ramon errou passe na saída de bola, Hugo cruzou da ponta esquerda rasteiro, na medida para Jonas. Dentro da pequena área, o atacante pegou de primeira e mandou por cima do gol.

O Flamengo bem que pressionou até o fim em busca do gol da vitória, mas esbarrou nos erros de passe e de finalização. O Grêmio se fechou no campo de defesa e conseguiu segurar os atacantes adversários. A equipe gaúcha ainda teve uma chance aos 47 minutos, quando Maylson tentou encobrir o goleiro Bruno e mandou por cima do gol.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com