Sonnen diz que Jones renunciou ao título e se declara campeão

Sonnen publicou em sua página no Facebook, na noite de sexta-feira, uma mensagem em que diz não estar mais permitido falar mal do ex-campeão Jon Jones

Chael Sonnen voltou a se autodeclarar "campeão" mesmo sem vencer uma disputa por cinturão. Após passar quase dois anos afirmando que era o verdadeiro campeão dos pesos-médios do UFC, o falastrão agora decidiu que recebeu o título dos meio-pesados por "forfeit", ou desistência, após a recusa do campeão de fato, Jon Jones, em enfrentá-lo no UFC 151.


Sonnen diz que Jones renunciou ao título e se declara campeão

Sonnen publicou em sua página no Facebook, na noite de sexta-feira, uma mensagem em que diz não estar mais permitido falar mal do "ex-campeão" Jon Jones, que teria renunciado ao seu cinturão após um acordo com o ex-peso-médio. Em troca do título, o falastrão não poderia mais criticá-lo publicamente.

Chael Sonnen ainda foi mais longe e publicou, no mesmo post, um "comunicado preparado pelo ex-campeão", no qual Jones diz que o desafeto não falou "nada mais do que a verdade" sobre ele, e que seu "último ato de covardia é te dar o que você teria arrancado de mim à força daqui a oito dias". Sonnen foi o escolhido pelo Ultimate para substitutir Dan Henderson, lesionado, na luta contra "Bones" no UFC 151, marcado para o próximo sábado em Las Vegas, mas o detentor do título recusou o combate e o evento acabou cancelado.

Não é a primeira vez que o americano afirma ser o "verdadeiro" campeão sem ter vencido uma luta pelo cinturão. Após dominar Anderson Silva por quatro rounds e meio, mas ser finalizado no quinto round no UFC 117, em agosto de 2010, Sonnen passou a dizer que era o real detentor do título dos pesos-médios e inclusive começou a andar com uma réplica do cinturão, que teria "roubado" da casa do Spider. O falastrão enfim reconheceu a superioridade do brasileiro ao ser nocauteado por ele no segundo round do UFC 148, em julho. A segunda derrota para Anderson motivou a mudança para a divisão de cima, e Sonnen já tem confronto marcado com Forrest Griffin, em 29 de dezembro, no UFC 155.

Jones, naturalmente, segue como campeão peso-meio-pesado, e defende seu cinturão contra Vitor Belfort no UFC 152, em 22 de setembro, em Toronto, Canadá.

Confira a mensagem publicada por Sonnen, incluindo o "comunicado" de Jones, na íntegra:

"Não estou mais permitido de falar mal do ex-campeão Jon Jones, pois chegamos a um acordo. Eu vou parar de rasgá-lo verbalmente e, em troca, ele renunciou ao seu cinturão para mim. Eu gostaria de ler um comunicado preparado pelo ex-campeão.

Sr. Sonnen,

Na vida de todo homem, uma escolha deve ser feita eventualmente. Correr ou lutar. Eu disse que não evitaria nenhum homem como campeão. Mas você não é um homem ordinário. Você não falou nada além da verdade em sua tentativa de conseguir uma luta pelo título comigo. Meu último ato de covardia é te dar aquilo que você teria tirado de mim daqui a oito dias. O título peso-meio-pesado do UFC. Agora, devo retomar o foco na minha vida. Boa sorte, campeão.

Assinado,

Jon Bones Jones

P.S. Acabei de comprar seu livro best seller, A Voice of Reason, Greg Jackson me disse que vai me ajudar a superar este período difícil. Obrigado."

Fonte: GloboEsporte