Sport vence o Flamengo de virada em jogo de 6 gols

Rubro Negro chegou a fazer 2 a 0, mas Sport virou e fez 4 a 2, conquistando sua primeira vitória no Brasileirão

Parecia que o Flamengo golearia o Sport com facilidade, neste domingo à tarde, na Ilha do Retiro. O Rubro Negro abriu 2 a 0, mas parou e permitiu a virada do time pernambucano, que venceu por 4 a 2. Tudo isso num primeiro tempo disputado à toda velocidade. O atacante Weldon, com três gols, é o herói do Leão. Emerson marcou os gols flamenguistas. O Fla, momentaneamente, está em oitavo lugar, com sete pontos. Já o Leão sobe para o 14º lugar, com cinco pontos. Foi a primeira vitória do time pernambucano no Brasilelirão.

No próximo domingo, o Flamengo enfrenta o Coritiba, às 16h, em Curitiba. Já o Sport, no sábado, recebe o Atlético-PR, às 18h30m, em Recife.

Show de gols no primeiro tempo

Um primeiro tempo disputado em ritmo alucinante. O Flamengo começou melhor, valorizando a posse de bola e aproveitando os muitos espaços cedidos pela equipe do Sport. Os pernambucanos, mal posicionados e, portanto, marcando errado, viram o Rubro Negro abrir dois gols de vantagem com apenas nove minutos de jogo.

Aos seis, uma bela troca de passes dos flamenguistas. Após receber de Juan, Adriano rolou de calcanhar para Léo Moura, que acionou Emerson, livre pela direita. O atacante invadiu a área e tocou por cima do goleiro Magrão, abrindo o placar. O Sport seguia perdido em campo e, aos nove, veio o segundo gol. A zaga pernambucana cochilou e deixou Juan receber sozinho dentro da área. O lateral cruzou para Emerson, que ganhou de César Lucena e mandou de bico para o gol.

O Flamengo tinha tanta facilidade para chegar à área do Sport que dava toda a pinta de que golearia o adversário. No entanto, o técnico Emerson Leão fez uma alteração no Leão e o jogo mudou de lado. Na verdade, Leão, que estreou no comando do Sport, foi obrigado a tirar o volante Igor, que se machucou. A boa sacada do treinador foi colocar o zagueiro Juliano. Com isso, o time de Recife voltou a jogar como está habituado: no 3-5-2.

Com essa formação, o Sport voltou a ter jogadas pelas laterais. Moacir e Dutra passaram a jogar mais no ataque, inibindo as subidas dos alas do Flamengo. Com Léo Moura e Juan presos, o Rubro Negro perdeu todo o seu potencial ofensivo. Dessa forma, o time pernambucano passou a apertar. E a zaga flamenguista vacilou muito.

Aos 26, Fumagalli cobrou falta da direita. Bruno saiu mal e Durval completou de cabeça, diminuindo a vantagem carioca. Animada pelo gol, a torcida do Sport voltou a empurrar o time, que intensificou a pressão e chegou ao empate no minuto seguinte. Aos 27, a estrela de Weldon, que esteve para ser dispensado pelo Leão, começou a brilhar. Dutra cruzou da esquerda, Ronaldo Angelim furou e Weldon completou de primeira. Bruno chegou a bater na bola, mas não conseguiu a defesa.

Atordoado, a zaga do Flamengo seguia batendo cabeça. Aos 30, Fumagalli cobrou falta. Juliano desviou e Weldon completou. O Sport virava. Mas ainda havia tempo para mais um. A jogada começou com o goleiro Magrão, que mandou o chutão na direção de Fumagalli. O meia escorou de cabeça para Ciro, que driblou Angelim e abriu para Weldon afundar a rede de Bruno com um forte chute de pé esquerdo. E a zaga do Fla só olhando...

Fla tenta apertar, mas Sport se segura

No segundo tempo, as duas equipes melhoraram na marcação e os ataques não tiveram a moleza da primeira etapa. O Flamengo, atrás no placar, tomou a iniciativa. Adiantou o seu meio-de-campo e passou a rondas a área adversária. No entanto, deixava espaços para contra-ataques.

Tanto que a primeira chance da segunda etapa foi exatamente do Sport. Aos 12, Weldon arrancou pelo meio e abriu para Ciro, que entrava livre pela esquerda. O garoto invadiu a área, mas demorou para chutar. Quando houve o arremate, Bruno estava muito em cima e conseguiu abafar.

O Fla, apesar de ter maior volume de jogo, só conseguiu ameaçar pela primeira vez aos 23. Após cruzamento da esquerda, Josiel, que havia entrado no lugar de Emerson, apareceu na frente do goleiro Magrão, mas bancou o zagueiro e acabou tirando a bola da área, em vez de empurrá-la para o gol.

Aos 33, um lindo lance fez os torcedores prenderem a respiração por alguns segundos. Sandro Goiano percebeu Bruno adiantado e arriscou o chute do campo de defesa do Sport. A bola ia encobrindo o goleiro do Fla, que conseguiu se recuperar e mandar para escanteio.

Adriano, que teve uma tarde apagada, perdeu boa chance aos 40 minutos, quando recebeu livre na pequena área e mandou por cima. O Sport respondeu aos 45, quando Luciano Henrique mandou uma cobrança de falta no travessão. Apesar das tentativas, o placar do primeiro tempo permaneceu.

Fonte: Globo Esporte