Surfista brasileiro que caiu em onda gigante acorda do coma

No domingo, Calunga foi atingido pela própria prancha na saída de uma onda, e teve o rosto perfurado


Surfista brasileiro que caiu em onda gigante acorda do coma e já se move

Após ficar três dias em coma induzido, o surfista brasileiro Aldemir Calunga despertou nesta quarta-feira pela primeira vez depois de sofrer um acidente em uma onda gigante na praia de Zicatela, em Puerto Escondido, no México.

No domingo, Calunga foi atingido pela própria prancha na saída de uma onda, e teve o rosto perfurado. Além disso, sofreu uma parada cardiorrespiratória e precisou ser reanimado na praia antes de ser levado para a UTI no hospital Dalinde, na Cidade do México.

Na segunda-feira, ele foi sedado pela última vez para passar por uma operação de retirada de areia dos seus pulmões, e respondeu bem ao procedimento. Após manter o quadro estável durante toda a terça-feira, ele finalmente acordou nesta quarta.

Quem divulgou a notícia foi o seu empresário Petronio Tavares, que o acompanha no hospital. "Ótimas novas! Cheguei no hospital e o enfermeiro falou que Calunga acordou e se move!?, informou Petronio em seu Facebook.

Na noite de terça, o boletim já era favorável. A tomografia indicou atividade cerebral normal, sem inchaço na cabeça, e exames mostraram que os pulmões ficaram limpos após a broncoendoscopia. Petronio havia informado que as chances de Calunga não sobreviver tinham caído de 60% para 15%.

Fonte: UOL