Técnico do São Paulo aceita rótulo de favorito e pede desculpas

Técnico do São Paulo aceita rótulo de favorito e pede desculpas

Técnico desculpou-se após crítica ao regulamento da fase final do Paulistão

O técnico Paulo César Carpegiani desculpou-se nesta sexta-feira, por causa das duras declarações que deu no fim de semana, após o empate do São Paulo em 1 a 1 com o Oeste, em Mogi Mirim, sobre o regulamento do Paulistão.

Na ocasião, o treinador disse que a forma de disputa da fase final da competição teria sido feita por uma pessoa que "brincou de boneca até os 30 anos". O presidente da Federação Paulista, Marco Polo Del Nero, responsável pelo formato da competição, não gostou e sugeriu até uma punição ao comandante.

- Se tivesse de ser julgado, acho que já teria sido. Foi uma declaração forte, peço desculpas por ela, mas não foi com o intuito de provocar ninguém que eu disse. Só acho que, depois de 19 rodadas, acho que a gente deveria ter uma vantagem maior nas quartas de final, e não apenas o mando de jogo - explicou o treinador.

Carpegiani também assumiu o rótulo de favorito do São Paulo na partida contra a Portuguesa, domingo, na Arena Barueri (16h). O Tricolor terminou a fase de classificação com 13 pontos a mais que o seu adversário (41 a 28), e no duelo entre eles, no Canindé, venceu por 3 a 2.

- Não vou ser demagogo a ponto de não aceitar, mas com muita humildade e sabendo que isso não ganha jogo. Isso nos traz a certeza que temos de jogar melhor e comprovar dentro de campo. Será domingo e não vai ter outra chance. Temos de fazer valer nos 90 minutos - completou.

O São Paulo não vence o Paulistão desde 2005, quando a competição foi disputada por pontos corridos. Nos últimos quatro anos, o Tricolor parou nas semifinais (para São Caetano, Palmeiras, Corinthians e Santos).

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com