Técnico Dunga não fecha as portas da seleção para os brasileiros do Milan

Ronaldinho não veste a camisa da seleção desde 1º de abril deste ano

Depois de um início difícil na temporada, o Milan está em ascensão. Embalado por bons momentos de Ronaldinho Gaúcho, Alexandre Pato e Thiago Silva, o time de Leonardo venceu o Real Madrid no Santiago Bernabéu, pela Liga dos Campeões, e ainda conseguiu subir para a sexta posição no Campeonato Italiano. Mas o trio ainda não convenceu Dunga e ficou fora dos amistosos com Inglaterra e Omã. Até a Copa do Mundo, os três só terão uma chance para serem testados novamente: em março, no último amistoso antes da convocação para a África do Sul. As portas não estão fechadas.

- São jogadores que já estiveram aqui, conhecemos o potencial e sabemos o que podem render. Agora temos a oportunidade de ver novos jogadores e depois vamos decidir ? disse Dunga sobre a ausência dos rubro-negros de Milão.

Ronaldinho não veste a camisa da seleção desde 1º de abril deste ano, quando o Brasil venceu o Peru por 3 a 0 nas eliminatórias. A última partida de Thiago Silva foi em 10 de fevereiro, na vitória de 2 a 0 sobre a Itália, em amistoso. Pato participou do título da Copa das Confederações, mas depois não foi mais chamado após a conquista na África do Sul.

O ex-zagueiro do Fluminense, que esteve nas Olimpíadas com os dois companheiros, foi prejudicado por ter ficado seis meses sem fazer partidas oficiais quando trocou o Tricolor pelo Milan no início do ano. Agora, mesmo como titular do Rubro-Negro, não teve mais chances com Dunga.

- Ele já veio em algumas convocações, mas nas últimas não estava. Esteve machucado um período. Tem que continuar trabalhando e esperar uma oportunidade ? afirmou o técnico da seleção.

O Brasil enfrenta a Inglaterra em 14 de novembro, no Qatar. Três dias depois, encara o Omã na capital do país pelo último amistoso do ano.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com