Técnico Joel admite que time do Fla ainda não está encaixado

Apesar da vitória, lacuna no setor fica evidente. Volantes têm de se virar na articulação.

O meio-campo do Flamengo é superpovoado por volantes. Airton, Renato, Luiz Antonio e Ibson formam o setor. O problema é que a escolha de Joel Santana abre uma lacuna de criatividade. O quarteto compõe um losango. Airton centralizado, Luiz Antonio aberto pela direita, Renato na esquerda, e Ibson mais avançado. Dispostos desta maneira, os três últimos avançam, principalmente Luiz e Ibson.


Técnico Joel admite que time ainda não está encaixado

Neste domingo, contra a equipe reserva do Santos, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro teve amplo domínio das ações ofensivas nos dois tempos, mas sobrou dificuldade de armação. A vitória só foi conquistada nos minutos finais. Aos 42, após pênalti duvidoso de Gerson Magrão em Ibson, Bottinelli cobrou e estabeleceu o placar de 1 a 0.

Na etapa inicial, com Magal pouco operante na lateral esquerda, e Wellington Silva, substituto de Léo Moura, modesto pela direita, a equipe de Joel conseguiu ocupar o campo do adversário, rondou a área santista, mas falhava na hora de dar um último passe. Ficou claro que falta um jogador de habilidade, capaz de driblar e dar assistências aos atacantes. Sem esta figura, Ibson é quem tenta desempenhar a função que não é dele.

- Tenho jogado adiantado, não é minha função. O professor Joel está tentando encontrar a forma de jogar, a equipe está empenhada ? disse o camisa 7.

Entre os atacantes, Diego Maurício tentou sair da área para tabelar, enquanto Vagner Love ficou um pouco mais postado. O Artilheiro do Amor buscava fazer o pivô para a chegada dos homens de meio, mas sem sucesso. Quase sempre as tentativas paravam nos defensores adversários ou nos erros de passe. O time buscou alternativas nos cruzamentos e chutes de longa distância, mas não foi bem.

Laterais mais ativos no segundo tempo

Sem articulação do meio de campo, Magal e Wellington Silva passaram a se apresentar mais pelas laterais. Ambos conseguiram alguns cruzamentos, mas a defesa do Peixe afastava. A dificuldade de criação persistia, e Joel decidiu mudar em dois setores, aos 21 minutos. Lançou Bottinelli no meio, sacou Magal da esquerda, e improvisou Renato na função de lateral. No ataque, Hernane entrou na vaga de Diego Maurício, que não repetiu o bom desempenho do jogo contra o Coritiba.

Com as alterações, Luiz Antonio passou a jogar ao lado de Airton, só que pelo lado esquerdo, dando cobertura a Renato. Também em linha, Botti e Ibson ficavam à frente. O camisa 18 ocupava a faixa esquerda, enquanto o camisa 7 avançava pelo lado direito.

As investidas continuavam complexas, especialmente pelos erros de passes, inclusive os mais curtos. Apesar de estar na lateral, Renato chegou algumas vezes para tentar ajudar na criação. Airton e Luiz Antonio também adiantaram o posicionamento. A jogada do gol foi um raro momento em que a equipe conseguiu chegar à área do Peixe em condições de fazer o gol. Bottinelli, livre de marcação pelo meio, achou Ibson na entrada da área. O volante livrou-se do primeiro marcador, caiu na área em disputa de bola com Gerson Magrão, e a arbitragem marcou pênalti. O gol do argentino assegurou a vitória rubro-negra.

Na entrevista coletiva pós-jogo, Joel Santana reconheceu a dificuldade de criação da equipe contra um adversário fechado, mas disse que não está incomodado com a falta de um armador que seja capaz de fazer o jogo fluir.

- Contra um adversário muito fechado, tenho que ter passe bom, drible bom. Não está me incomodando, não (a falta de um meia). Acho que tivemos superioridade em todos os fundamentos. Em alguns jogos teremos facilidade, em outros, mais dificuldade.

O técnico disse que a formação a partir dos 21 minutos do segundo tempo, com Renato na lateral esquerda, e Bottinelli na armação pode vir a ser uma alternativa para começar algumas partidas.

O Flamengo tem nove pontos e está em oitavo na tabela do Brasileirão. A próxima partida será contra o Grêmio de Vanderlei Luxemburgo, domingo, no Olímpico. O grupo rubro-negro está de folga nesta segunda-feira e volta a treinar na tarde de terça, às 15h, no Ninho do Urubu.

Fonte: GloboEsporte