Técnicos de Fla, Flu, Vasco e Botafogo fazem avaliação do ano

Em entrevista , eles enumeram os acertos e as falhas de suas equipes

Dorival, Abel, Gaúcho e Oswaldo fazem avaliação do ano que vai chegando ao fim, na esperança de que os erros não se repitam em 2013. Em entrevista , eles enumeram os acertos e as falhas de suas equipes.


Técnicos de Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo fazem avaliação de 2012

Dorival Junior - Técnico do Flamengo

O que deu certo? Pelo menos conseguimos chegar a uma estrutura mínima de equipe, mas que precisa ser reforçada, muito bem reforçada ainda. A partir de um certo momento do Campeonato Brasileiro, esse time evoluiu na parte tática. Nas últimas oito partidas, não vou dizer que o time tenha conseguido uma regularidade técnica, mas ao menos conseguiu se manter mais equilibrado em campo. Então, posso dizer que, coletivamente, tivemos um ganho tático.

O que deu errado? Acho que o Flamengo não teve muito o que comemorar nessa temporada, de um modo geral. A campanha foi muito aquém do que esperávamos, e a responsabilidade é toda nossa. Caminhamos em alguns aspectos, mas foi muito pouco para uma equipe como a nossa, que representava o Flamengo. Fica a lição. Temos que nos preparar muito mais para o ano que vem, no sentido de termos uma equipe competitiva, à altura da entidade. Houve um ganho tático, mas ainda tínhamos muito a melhorar coletivamente.

Craque do Brasileirão? Foi o Fred, por tudo que representou ao longo da competição.

Abel Braga - Técnico do Fluminense

O que deu certo? O comportamento do grupo foi excepcional. Conseguimos superar muitas lesões e cartões. E os meninos, quando solicitados, não sentiram a pressão. Fisicamente, a equipe estava muito bem. O que posso falar? Fomos campeões brasileiros, caramba!

O que deu errado? Nossa atuação no Campeonato Brasileiro só não foi perfeita por dois motivos: perdemos pontos para equipes que acabaram rebaixadas ? o Atlético-GO e o Figueirense ?, e outro ponto não ideal foi termos sofrido muito no fim dos jogos. A verdade é que em alguns momentos, a equipe se desconcentrou.

E o craque do Brasileirão? Foi o Fred. Não só por ele ter sido decisivo, mas também porque os gols que ele fez têm um grau de dificuldade muito grande, anormal. Comentei isso com ele: ?Como você gosta de fazer gol difícil?.

Gaúcho - Técnico do Vasco

O que deu certo? O ponto positivo foi a subida de alguns garotos como o Marlone, o John Clay e o Romário. Eles tiveram a oportunidade e souberam mostrar serviço.

O que deu errado? Esperávamos a conquista do título brasileiro, já que no ano passado tínhamos ido tão bem. Mas, num determinado momento, a equipe se tornou frágil. Não sei explicar o motivo. Não se pode desprezar um Diego Souza e um Fagner, mas acho que ninguém é insubstituível. Não acho que a razão tenha sido somente a saída de jogadores, pois os que ficaram deram uma caída muito grande também, depois de terem atingido um nível altíssimo.

E o craque do Brasileirão? Quem mais me chama a atenção é o maior do Brasil, o Neymar (atacante do Santos). Não há como compará-lo a ninguém. Mas o grande destaque foi o Bernard. Ele fez a diferença. Foi o destaque da competição, na minha opinião.

Oswaldo de Oliveira - Técnico do Botafogo

O que deu certo? Não posso deixar de destacar a boa estrutura, muito boa para um clube brasileiro. Aliás, essa preocupação vem desde a época do (ex-presidente) Bebeto de Freitas, e, com o Maurício (Assumpção), esse ponto continuou enfatizado. Além da boa estrutura, conseguimos recuperar alguns jogadores desacreditados que haviam sido até incluídos em lista de dispensa. Demos chance a jovens que estão no clube sem merecer atenção. E convocações para a seleção brasileira (Jefferson, Lucas e Elkeson) melhoraram o espírito do grupo.

O que deu errado? Embora tenhamos dado um passo importante para a sequência do trabalho, não conseguimos alcançar os objetivos finais ? classificação e títulos. Perdemos jogadores como o Herrera e o Maicosuel, e, no fim, ficamos sem o Bruno Mendes. Não contávamos com essa. O Botafogo tem um orçamento muito enxuto. Isso nos atrapalhou muito, já que o futebol é um grande balcão de negócios.

E o craque do Brasileirão? Foi o Ronaldinho Gaúcho. O jogador mais eficiente foi o Fred, mas quando se fala em craque, eu me lembro de grandes jogadas. O cara que iluminou o campeonato, na minha opinião, foi o Ronaldinho.

Fonte: Extra