Anderson Silva fica fora de luta e deixa técnicos tristes

O brasileiro teve fortes dores abdominais nesta segunda-feira

A notícia de que Anderson Silva havia sido retirado do card do UFC 198 por conta de uma inflamação na vesícula caiu como uma bomba entre os treinadores de seu time.

O brasileiro teve fortes dores abdominais nesta segunda-feira e foi diagnosticado com colecistite aguda (inflamação da vesícula biliar). Internado no Rio de Janeiro, deve passar por uma cirurgia na manhã desta quarta-feira, que será feita através de uma vídeolaparoscopia, com duração prevista de 1h30m.

- Essas dores começaram hoje de manhã (terça-feira). Nós viemos no voo das 11 horas, ele vinha junto, o resto da equipe tinha vindo mais cedo. Quando deu 7h30 da manhã, mais ou menos, ele começou a dizer que estava com muita dor na barriga, muito forte. Ele disse: “Mestre, estou indo para o hospital, daqui a pouco vou melhorar. O Dr Tannure está vindo para cá”. Pegamos o voo e viemos para Curitiba e aí ele mandou uma mensagem: “Poxa mestre, saí do hospital agora. Estou em casa, mas com uma dor insuportável”. Isso era meio-dia. Eu disse: “Negão você tem que comer, se alimentar” e ele disse que não conseguia comer, só vomitava. Agora à tarde, ele disse que não estava aguentando mais, estava com muita dor, vomitando e que iria voltar para o hospital. Fizeram todos os exames e, quando viram, ele estava com esse problema na vesícula, vai ter que operar nesta quarta-feira. É uma dor insuportável, o cara estava bem e do nada aparece essa dor. Ele estava pronto, próximo ao peso, estava com 87 kg. Quer dizer, não tenho nem palavras, ele queria muito lutar aqui, estava animado, treinando bem. Tem que entregar na mão de Deus, a gente nem tem o que argumentar - declarou Luiz Dórea, treinador de boxe do brasileiro.


Image title

Fonte: Com informações do SporTV