Tetracampeã do Rally Cerapió/Piocerá vai brigar por título no Picos Pro Race

Esta é a primeira etapa da Federação de Ciclismo do Piauí – FCICLOPI a ser realizada naquela região.

Ela tem apenas 22 anos, mas com currículo de atleta profissional de larga experiência, afinal a pernambucana Renata Rodrigues da Silva, da cidade Ouricuri, Pernambuco, já foi campeã cearense de mountain bike e nada menos que tetracampeã das quatro últimas edições. O próximo desafio da temida ciclista especialista em mountain bike, que já pratica o esporte há pelo menos seis anos, é a 8ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike, o Picos Pro Race, que acontece no dia 6 de outubro, na cidade de Picos, ao Sul do Piauí. Esta é a primeira etapa da Federação de Ciclismo do Piauí ? FCICLOPI a ser realizada naquela região.

A atleta filiada pela Federação Cearense de Ciclismo informou que está treinando para o Picos Pro Race, tendo em vista que muitos atletas da sua cidade irão participar, bem como de outras regiões, além do incentivo da premiação, que é de R$ 6 mil. A prova terá em média 200 participantes e um percurso de 55,6 km. ?Vou também com a intenção de testar meus limites, pois sei que o sol aí está bem firme, mas espero uma prova muito complicada e técnica, que não é tanto a minha característica, que são provas de longa distância e com mais estradões, onde consigo me distanciar mais das adversárias?, disse Renata, que é casada com o também atleta de MTB, o Lampião.

No Rally de Bike do Cerapió (anos pares) e Piocerá (anos ímpares), Renata venceu as quatro últimas edições (2010, 1011, 2012 e 2013), por isso é considerada favorita na prova, que deve ter a participação de pelo menos 15 atletas, do Piauí, Maranhão, Ceará, Bahia e de Pernambuco. Só de Ouricuri, estão inscritas ainda Marilene Oliveira, Cristina Lopes e Gésia Gomes das Silva. Da cidade, participarão, ao todo, cerca de 10 ciclistas.

Apesar de continuar treinando e participando de algumas provas nesta temporada, Renata disse que talvez não tentará o pentacampeonato do Rally Cerapió, na próxima edição, em janeiro de 2014, devido à falta de apoio para a viagem, hospedagem e alimentação. Ela conta com o patrocínio da Specialized Clinica da Bike, que lhe fornece grande parte dos equipamentos, como bike e acessórios. ?Tenho muita vontade de ir ao Cerapió só de imaginar todos lá e eu não, dá vontade de chorar. O Cerapió é uma prova das mais conhecidas e divulgadas, então o sofrimento é grande, porque é muito gostoso... toda a estrutura, cada etapa diferente da outra. É uma prova bem difícil, para se ter uma ideia, cheguei chorando na última etapa deste ano (Piocerá), com as mãos cheias de calo, mas é prazeroso?.


Tetracampeã do Rally Cerapió/Piocerá vai brigar por título no Picos Pro Race

Tetracampeã do Rally Cerapió/Piocerá vai brigar por título no Picos Pro Race

Fonte: Assessoria