Timão empata com o Vitória e cai para 2º lugar

O Fenômeno deixou o campo aos 27 minutos do primeiro tempo, sentindo dores na parte posterior da coxa

No sobe e desce do Campeonato Brasileiro, agora foi a vez do Corinthians pegar o elevador para baixo. No dia em que Ronaldo voltou a se lesionar, passando a ser dúvida para as duas últimas rodadas, o Timão empatou por 1 a 1 com o Vitória, neste domingo, no Barradão, e perdeu a liderança para o Fluminense. Danilo e o goleiro Viáfara, batendo uma polêmica penalidade, marcaram. O resultado é ruim também para os baianos, ainda seriamente ameaçados pelo rebaixamento à Série B.

O Fenômeno deixou o campo aos 27 minutos do primeiro tempo, sentindo dores na parte posterior da coxa direita. O jogador será reavaliado pelo no retorno da delegação a São Paulo. Antes mesmo dos testes, a presença dele até o encerramento da competição nacional já é uma incógnita.

O placar em Salvador deixa o Corinthians na segunda colocação, com 64 pontos, um abaixo do Tricolor carioca, que derrotou o São Paulo por 4 a 1, em Barueri. Como consolo, o Timão garantiu antecipadamente uma vaga na Libertadores de 2011. Os baianos estão no limite para entrarem na zona do rebaixamento, em 16º, com 40 pontos, três a mais que o Avaí.

O Corinthians volta a jogar no próximo domingo, contra o Vasco, às 17h, no Pacaembu, em São Paulo. Já o Vitória visita o Internacional, no mesmo dia e horário, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Igualdade no placar e lesão de Ronaldo

Tite pediu durante a semana que o Corinthians tocasse a bola para fugir da pressão do Vitória e do calor. O Timão bem que tentou colocar a estratégia em prática nos primeiros minutos, mas teve dificilmente em se fixar no campo de ataque e não demorou a ser encurralado pela equipe baiana. Adaílton, logo aos três minutos, perdeu boa chance ao chutar para fora depois de fazer bela jogada pela esquerda.

Com o passar do tempo, o Vitória diminuiu o ímpeto e o Corinthians conseguiu encaixar seu jogo. O caminho era pelo lado esquerdo do ataque, nas costas do lateral Nino Paraíba. Aos 14, Jorge Henrique perdeu por ali uma grande chance. Ele recebeu passe de Ronaldo e, cara a cara, chutou em cima de Viáfara.

Com espaço por aquele setor, os paulistas não demoraram a marcar. Aos 20, Danilo recebeu de Roberto Carlos, tabelou com Ronaldo, invadiu a área e tocou no canto direito do goleiro rubro-negro. O Vitória tentou responder, aos 24, mas Julio Cesar fez boa jogada em cobrança de falta perigosa do veterano Ramon.

O Timão, porém, só não contava com um duro golpe, aos 27. Ronaldo caiu sozinho no gramado, com dores na parte posterior da coxa direita e precisou deixar o campo, dando lugar a Iarley. Apesar de não sufocar, o Vitória chegou ao empate, aos 43. Carlos Eugênio Simon marcou toque de mão de Ralf na área, gerando protestos dos jogadores e do técnico Tite. Viáfara bateu o pênalti e igualou o placar.

Julio Cesar salva o Corinthians

O Vitória voltou com tudo para o segundo tempo. Apostando na velocidade, o time da casa se abriu na tentativa de virar o placar. Elkeson desperdiçou uma grande oportunidade, aos sete minutos. Ele recebeu em profundidade, invadiu a área, driblou um marcador e chutou. Julio Cesar operou um milagre ao desviar com o pé esquerdo e mandar a bola para fora.

O time rubro-negro continuou melhor, mas parando no goleiro corintiano. Aos 15 minutos, ele voltou a salvar defendendo uma finalização à queima-roupa de Adaílton. Já o Corinthians teve problemas para aproveitar o espaço no campo de ataque. O Vitória se abriu, mas o Timão sofreu sem a presença de Ronaldo. Iarley pouco conseguiu fazer entre os zagueiros.

Com o time baiano pressionando bastante, Tite tratou de reforçar a defesa com a entrada do volante Paulinho no lugar do atacante Jorge Henrique. No mesmo instante, o Fluminense marcou o segundo gol contra o São Paulo, derrubando o Timão para segundo.

Apesar de priorizar a defesa, o Corinthians ainda teve a chance de vencer. Aos 36, Danilo dominou no peito dentro da área, mas errou a finalização e isolou a bola por cima do gol de Viáfara. Com a informação de que o Flu estava vencendo, os paulistas foram para cima. Elias, aos 45, assustou chutando de fora da área, mas foi pouco.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com