Tira-teima: Rogério Ceni adiantou-se 2,51m na cobrança de Alexandre Pato

Equipamento de medição durante as transmissões mostra quanto o goleiro adiantou-se na última cobrança do Corinthians na disputa por pênalti

Rogério Ceni adiantou-se , e muito, na cobrança de pênalti de Alexandre Pato neste domingo, no Morumbi. Na última cobrança do Corinthians do duelo por pênaltis, na tentativa de evitar a eliminação de sua equipe, o camisa 1 tricolor foi 2,51 metros à frente do permitido para segurar a cobrança.

A medição foi feita pelo equipamento usado nas transmissões de jogos. Este computador, por exemplo, faz as medições para saber se algum lance estava em impedimento, ou para medir a distância da barreira antes de uma cobrança de falta, situações comuns nas transmissões de futebol.

O árbitro Antonio Rogério Batista do Prado acertou em prontamente mandar a cobrança ser feita outra vez. Na segunda tentativa, Alexandre Pato bateu no mesmo canto da primeira e marcou o gol que garantiu o Corinthians na decisão do Campeonato Paulista, contra o Santos.

Só para se ter uma ideia, a distância da pequena área para o gol é de 5,5m. Ceni, então, chegou quase à metade dela. Da marca do pênalti para o gol são 11m.

Os jogadores do São Paulo reclamaram com o árbitro após a disputa, mas de nada adiantou. O Timão eliminou o Tricolor ao vencer por 4 a 3 nos pênaltis, após empate em 0 a 0 no tempo normal da semifinal.

Fonte: GloboEsporte