Tite afirma desejo de trabalhar no Rio após etapa pelo Corinthians

A declaração foi dada pelo treinador ao jornal "O Globo".

Técnico do atual campeão brasileiro, o gaúcho Tite afirmou que tem como objetivo pessoal comandar um clube carioca para ajudar a revolucionar o futebol no Estado como fez no Corinthians.

A declaração foi dada pelo treinador ao jornal "O Globo", em texto publicado neste domingo.

"Mais do que um desafio é um objetivo pessoal. Eu quero ir para o Rio. Terminar minha etapa aqui [no Corinthians] e trabalhar lá. Quando, eu não sei. Mas quero sentar com um visionário. Com um louco, um maluco, para planejar e pensar futebol. Para a relação ser harmoniosa de ideias do tipo: ‘vamos pagar 1 em vez de pagar 3, mas esse 1 vai ser pago para todo mundo", disse Tite.

Tite já comandou 13 equipes diferentes ao longo da carreira iniciada em 1990, entre clubes do Rio Grande do Sul (Grêmio, Internacional, Caxias, Juventude, Veranópolis, Guarany e Ypiranga), de São Paulo (Corinthians, Palmeiras e São Caetano) e Minas Gerais (Atlético-MG), além de dois no Emirados Árabes Unidos (Al Ain e Al-Wahda), mas nunca uma equipe carioca.

Meta do treinador também, a seleção brasileira não está nos pensamentos de Tite neste momento.

"Não quero falar sobre seleção brasileira porque qualquer palavra que eu disser vai dar margem a ‘n' interpretações. Estou em um momento mágico que quero curtir. É o trabalho realizado, todos esses detalhes e essas minúcias durante a nossa campanha, a construção da equipe. Existem momentos profissionais que vão surgir para cada um. É inevitável. Vai surgir o meu também", disse ao jornal.

Sobre o Corinthians, Tite disse que ainda tem ambições com a equipe. Citou que agora o pensamento será a Libertadores da próxima temporada. Também disse que é movido pelos desafios de quebrar recordes como treinador do clube alvinegro.

Pelo Corinthians, Tite já é o técnico mais vitorioso. Ele soma um Mundial de Clubes, uma Copa Libertadores, uma Recopa Sul-Americana, dois Campeonatos Brasileiros e um Campeonato Paulista.

CBF CENTRALIZADORA

Ao falar sobre a criação da Liga Rio-Sul-Minas, Tite apoiou a iniciativa de os campeonatos não terem exatamente a CBF no comando e explicou o motivo.

"A CBF é muito centralizadora. O futebol vai evoluir na medida em que uma liga proliferar, e ela tiver autonomia no direcionamento dos campeonatos. Os interesses têm que ser melhor trabalhados. A Liga me parece que está trazendo isso. Que as federações e a CBF cuidem dos campeonatos regionais e da seleção. É um processo natural de crescimento", disse Tite.

Image title

Fonte: Com informações do MSN