Torcedores do Corinthians protestam contra o selinho de Sheik em amigo: "Vai beijar a PQP"

Torcedores do Corinthians protestam contra o selinho de Sheik em amigo: "Vai beijar a PQP"

Por causa da atitude, foi aplaudido pelo grupo no vestiário, antes do início da atividade

Na reapresentação do Corinthians nesta segunda-feira, um dia após a vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba, no Pacaembu, o grande destaque foi Emerson Sheik. Dentro do CT Joaquim Grava, ele ganhou o respeito dos colegas de clube por postar uma foto no Instagram, na noite passada, dando um selinho em um amigo. Por causa da atitude, foi aplaudido pelo grupo no vestiário, antes do início da atividade. Mas, do lado de fora do CT, alguns torcedores não encararam bem o gesto do atacante e levaram cartazes para protestar contra o jogador. Revoltados, cinco membros de uma organizada disseram que não aceitarão atitudes como estas vindas de um atleta do Timão e que os protestos aumentarão. Sheik rebateu, classificando o ato dos torcedores como um "preconceito babaca".

Com duas faixas, com os dizeres ?Vai beijar a PQP, aqui é lugar de homem? e ?Viado não?, os organizadores do protesto disseram que o fato do Sheik ser ídolo da equipe e ter marcado gols históricos, como os dois que deram a vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors e o título inédito da Taça Libertadores da América, no ano passado, não serão o suficiente para que ele passe impune após postar a foto.

? Não viemos aqui por causa do time, que está bem, mas por causa dessa palhaçada que ele fez. Isso não é atitude de um jogador do Corinthians, e o mínimo que queremos é que ele faça um pedido formal de desculpas. Não somos homofóbicos, mas se ele quer fazer essas coisas que vá para outro clube. Aqui no Corinthians, não ? disse um dos torcedores.

Após o protesto, Sheik falou sobre o assunto à "TV Bandeirantes" e justificou o beijo no amigo Isaac.

- Em primeiro lugar, o mundo do futebol é muito machista. Quero deixar bem claro que se alguém se sentiu desrespeitado, desculpa. Lá era o Emerson pessoa, não o jogador. Tenho enorme carinho pelo Isaac, que é um amigo muito especial. Ele é um queridão, a esposa está grávida de nove meses. E daí a galera levou para o lado errado. É um preconceito babaca. Tenho enorme respeito pelo torcedor do Corinthians. A página que postei tem foto minha dando selinho no meu filho. A Hebe beijava todo mundo. A brincadeira foi exatamente para abordar um assunto polêmico. Esse sou eu fora de campo. Para mim, é algo tão natural que não quero mais falar sobre isso - disse o jogador.

19/8/2013 13h09 - Atualizado em 19/8/2013 15h46

Após beijo, Sheik ganha aplausos, protesto, e ataca: "Preconceito babaca"

Salva de palmas no vestiário apoia selinho do atacante em amigo. Membros de organizada se revoltam e vão até o CT reclamar do atleta

Por Rodrigo Faber São Paulo

3247 comentários

Emerson Sheik selinho blog meio de campo (Foto: Reprodução Instagram)Sheik dá selinho em amigo (Foto: Instagram)

Na reapresentação do Corinthians nesta segunda-feira, um dia após a vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba, no Pacaembu, o grande destaque foi Emerson Sheik. Dentro do CT Joaquim Grava, ele ganhou o respeito dos colegas de clube por postar uma foto no Instagram, na noite passada, dando um selinho em um amigo. Por causa da atitude, foi aplaudido pelo grupo no vestiário, antes do início da atividade. Mas, do lado de fora do CT, alguns torcedores não encararam bem o gesto do atacante e levaram cartazes para protestar contra o jogador. Revoltados, cinco membros de uma organizada disseram que não aceitarão atitudes como estas vindas de um atleta do Timão e que os protestos aumentarão. Sheik rebateu, classificando o ato dos torcedores como um "preconceito babaca".

Com duas faixas, com os dizeres ?Vai beijar a PQP, aqui é lugar de homem? e ?Viado não?, os organizadores do protesto disseram que o fato do Sheik ser ídolo da equipe e ter marcado gols históricos, como os dois que deram a vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors e o título inédito da Taça Libertadores da América, no ano passado, não serão o suficiente para que ele passe impune após postar a foto.

Torcida do Timão protesta contra o selinho de Emerson Sheik (Foto: Rodrigo Faber)Torcedores do Timão protestam contra o selinho de Emerson Sheik (Foto: Rodrigo Faber)

? Não viemos aqui por causa do time, que está bem, mas por causa dessa palhaçada que ele fez. Isso não é atitude de um jogador do Corinthians, e o mínimo que queremos é que ele faça um pedido formal de desculpas. Não somos homofóbicos, mas se ele quer fazer essas coisas que vá para outro clube. Aqui no Corinthians, não ? disse um dos torcedores.

saiba mais

Amigo diz que brincadeira com Sheik é um recado contra o preconceito

Após o protesto, Sheik falou sobre o assunto à "TV Bandeirantes" e justificou o beijo no amigo Isaac.

- Em primeiro lugar, o mundo do futebol é muito machista. Quero deixar bem claro que se alguém se sentiu desrespeitado, desculpa. Lá era o Emerson pessoa, não o jogador. Tenho enorme carinho pelo Isaac, que é um amigo muito especial. Ele é um queridão, a esposa está grávida de nove meses. E daí a galera levou para o lado errado. É um preconceito babaca. Tenho enorme respeito pelo torcedor do Corinthians. A página que postei tem foto minha dando selinho no meu filho. A Hebe beijava todo mundo. A brincadeira foi exatamente para abordar um assunto polêmico. Esse sou eu fora de campo. Para mim, é algo tão natural que não quero mais falar sobre isso - disse o jogador.

Torcida do Corinthians protesta contra o selinho de Emerson Sheik (Foto: Rodrigo Faber)Torcedores de uma organizada fazem protesto contra Sheik na porta do CT (Foto: Rodrigo Faber)

Apoio total entre os colegas

Entre os jogadores, o clima era de descontração. Guerrero falou sobre o caso na coletiva.

- O Sheik é maluco, todo mundo sabe disso. Ele é um cara que tem muito humor, fica zoando as pessoas, brincando com todo mundo. Está sempre alegre e feliz - disse o peruano que, ao ser perguntado se beijaria outro jogador em uma comemoração de gol, riu bastante. - Um abraço sim, beijo não! - explicou Guerrero.





Fonte: Globo Esporte