Torcida organizada do Corinthians é proibida de ir aos estádios por 30 dias

FPF acata pedido e proíbe organizada do Corinthians nos estádios por 30 dias

A Federação Paulista de Futebol atendeu ao pedido de suspensão da torcida organizada do Corinthians Gaviões da Fiel de entrar nos estádios de futebol feito nesta segunda-feira pelo promotor do Ministério Público do Estado de São Paulo, Paulo Castilho. A proibição é válida pelo prazo de 30 dias

A confirmação da punição foi feita pelo próprio presidente da FPF Marco Polo Del Nero. ?Como a programação para esta rodada já estava feita, a punição vale após o jogo desta quarta. Mas a torcida está sim proibida de entrar nos estádios por 30 dias?, falou Del Nero ao UOL Esporte.

Assim, os torcedores corintianos que são sócios da Gaviões da Fiel, não poderão assistir aos jogos de seu time nos estádios apenas trajando vestimentas e uniformes da organizada, assim como qualquer outro tipo de objeto que remeta a mesma.

A organizada não poderá comparecer, portanto, aos quatro jogos das finais do Paulistão, caso o Corinthians avance até a decisão, além da última partida da primeira fase da Copa Libertadores, contra o Independiente de Medellín, na quinta-feira dia 22, confronto que acontece no Pacaembu. Se a equipe se classificar também na competição sul-americana, a punição vale ainda para o duelo de oitavas de final.

O Corinthians joga nesta quarta-feira no estádio do Pacaembu, às 21h50, contra o Rio Claro pelo última rodada do Campeonato Paulista, buscando uma vaga nas semifinais. Mesmo que não alcance a classificação, a torcida estará suspensa também de outras competições. ?A suspensão vale não só para o estadual, como para qualquer competição?, explicou Marco Polo.

O promotor Paulo Castilho imprimiu a punição diretamente ao presidente Del Nero após os conflitos entre membros da Gaviões com torcedores do Paysandu, na última quarta-feira, quando a equipe paraense enfrentava o Palmeiras pela Copa do Brasil. A briga teria acontecido como revanche para outro duelo entre as duas organizadas em Belém, há cinco anos.

Fonte: UOL