Tranqüilo após vitória em Santiago, Dunga pede respeito aos atletas da Bolívia

Técnico veta o uso de termos pejorativos ao adversário de quarta-feira

Um Dunga solid?rio e sem agressividade. No dia seguinte ? vit?ria por 3 a 0 sobre o Chile, em Santiago, o t?cnico da sele??o brasileira afirmou que n?o est? de "alma lavada" por causa do bom resultado fora de casa e pediu aos jogadores que tenham respeito com a Bol?via, rival de quarta-feira no Engenh?o.

No in?cio da tarde desta segunda, em entrevista coletiva no hotel onde o time est? hospedado, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, o treinador evitou analisar a situa??o dos bolivianos, que est?o em ?ltimo lugar nas eliminat?rias com quatro pontos em sete jogos.

- N?o vou usar a palavra lanterna, nem qualquer termo pejorativo. Est?o exclu?dos. Temos sempre de pensar no outro lado porque todos n?s temos fam?lia e os jogadores bolivianos tamb?m ? diz o t?cnico, fazendo indiretamente uma analogia ? sua situa??o de ?vidra?a?:

- Imagina se toda hora que voc? cometesse um erro de portugu?s eu o atacasse com uma palavra pejorativa como ficaria a sua fam?lia? Quem ? do futebol entende, mas as pessoas que gostam de voc? n?o entendem.

Dunga fez quest?o de deixar claro que n?o est? de ?alma lavada? com o resultado obtido em Santiago. Principalmente porque, segundo ele, as cr?ticas s?o ininterruptas.

- Se as cr?ticas resolvessem, o Brasil nunca seria derrotado porque elas sempre existem. Ser?amos campe?es de todos os campeonatos. De forma alguma me sinto de alma lavada. Amigos e familiares sofrem com os problemas. L?gico que a vit?ria nos deixa mais feliz, mais risonho porque v? que as coisas caminham do jeito que a gente quer ? afirma o treinador da sele??o brasileira.

Os jogadores que atuaram contra o Chile ficam no hotel nesta tarde. O restante da delega??o segue para o Engenh?o, ?s 16h, onde haver? um treinamento.

Fonte: Globo Esporte