Tricolores são presos por impedir sono de jogadores do Boca; vídeo

De acordo com a PM, o grupo de cerca de 20 torcedores se dispersou após a chegada dos policiais.

Cinco torcedores do Fluminense foram detidos por policiais do 23º BPM (Leblon), em frente ao Hotel Sheraton, em São Conrado, Zona Sul do Rio, na madrugada desta quarta-feira, onde está hospedada a delegação do Boca Juniors, da Argentina. Alguns seriam menores de idade. Com fogos de artifício e bumbos, eles tentaram perturbar o sono dos jogadores, adversários do tricolor nesta noite, no Engenhão, em jogo decisivo válido pela Taça Libertadores da América.

De acordo com a PM, o grupo de cerca de 20 torcedores se dispersou após a chegada dos policiais. Foram apreendidas caixas de morteiros. Os cinco foram levados para a 16ª DP (Barra da Tijuca). Após serem ouvidos eles foram liberados. Não houve registro criminal. A ação tinha sido combinada na véspera através das redes sociais.

Além da tática dos fogos de artifício, os torcedores também passaram trotes para os quartos dos atletas. Durante boa parte da madrugada, muitos torcedores tentaram, de várias formas, conseguir que suas ligações fossem transferidas para o quarto da delegação argentina. Alguns jogadores do Boca acabaram sendo alvo: casos de Mouche e Riquelme.

O Fluminense perdeu o primeiro jogo em Buenos Aires por 1 a 0. Agora, a equipe carioca necessita vencer por dois gols de diferença para avançar às semifinais da Taça Libertadores. Em caso de repetição do resultado do primeiro jogo, a decisão será decidida nos pênaltis.

Um torcedor registrou o momento que os foguetórios foram lançados.

Fonte: O Dia Online