Universidad do Chile goleia o Fla por 4 a 0 no jogo de ida da Copa Sul-Americana 2011

Universidad do Chile goleia o Fla por 4 a 0 no jogo de ida da Copa Sul-Americana 2011

O jogo de volta será no dia 26 de outubro, em Santiago.

A pedra no sapato da Libertadores de 2010 voltou a incomodar em 2011. Em pleno Engenhão, a Universidad do Chile venceu o Flamengo por 4 a 0 no jogo de ida da Copa Sul-Americana 2011. Os gols foram marcador por Rojas e Vargas, duas vezes e Lorenzetti. O jogo de volta será no dia 26 de outubro, em Santiago.

Logo no primeiro minuto, Castro chutou no canto esquerdo e Felipe defendeu. Marcando na frente e aproveitando os numerosos erros da defesa do Flamengo, o time visitante abriu o placar aos 12min. Rojas aproveitou sobra na entrada da área e bateu de chapa no canto esquerdo. Felipe defendeu, mas a bola bateu na trave, rebateu no seu corpo e entrou no gol.

Na frente, a Universidad continuou pressionando no campo de ataque, complicando a saída de bola do Flamengo. Aos 25min, o clube carioca soube se desvencilhar e Airton chutou no canto; Jhonny Herrera, ex-Corinthians, fez bonita ponte. Dois minutos depois, o volante flamenguista deu uma solada em González e foi expulso diretamente, deixando a equipe chilena com vantagem numérica.

No decorrer do primeiro tempo, a Universidad recuou e esperou o contra-ataque. O Flamengo, pouco inspirado, não ofereceu perigo a Herrera. O time visitante ainda teve um gol mal anulado e por pouco não ampliou aos 37min. Felipe salvou o clube carioca.

O segundo gol veio aos 41min. Lorenzetti cruzou da direita, Castro ajeitou e Vargas ampliou. A situação, que já estava ruim, ficou pior quando Welinton falhou e Vargas arrancou, entrou na área e tirou do goleiro Felipe, fazendo seu segundo no jogo e o terceiro da Universidad. No fim do primeiro tempo, vaias para o time.

Na volta para o segundo tempo, Luxemburgo tirou Deivid e colocou Maldonado. Logo aos 2min, Díaz aproveitou rebote e chutou; a bola passou rente ao travessão. A inferioridade numérica do Flamengo não durou muito: aos 5min, Castro foi expulso por cotovelada em Willians.

Aos 11min, David Braz cabeceou rente à trave direita de Herrera. Aos 16min, David Braz fez pênalti em Aranguíz. Rodríguez cobrou no canto esquerdo e Felipe espalmou para trás. Porém, o goleiro se recuperou e defendeu em dois tempos. O lance gerou polêmica: os chilenos reclamaram que a bola teria entrado antes do goleiro agarrar. Aos 25min, o Flamengo teve sua melhor chance. Willians cruzou da direita e Jael, que tinha acabado de entrar, cabeceou no travessão.

Entretanto, logo depois veio mais um banho de água fria. Aos 26min, Lorenzetti recebeu passe e de trivela colocou no canto esquerdo de Felipe, marcando o quarto da Universidad do Chile.

Na Libertadores de 2010, o Flamengo perdeu por 3 a 2 no Maracanã e conseguiu vencer em Santiago por 2 a 1. Dessa vez, a missão será mais complicada. Se o Flamengo ganhar por 4 a 0, leva a disputa para os pênaltis. Para ganhar no tempo regulamentar, o clube carioca precisa vencer por diferença de cinco gols.

Ficha técnica

FLAMENGO 0 x 4 UNIVERSIDAD DO CHILE

Gols

FLAMENGO:

UNIVERSIDAD: Rojas, aos 12min, Vargas aos 41min e aos 43min do primeiro tempo e Lorenzetti aos 26min do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe; Galhardo (Jael), Welinton, David Braz e Junior César; Airton, Willians, Bottinelli (Renato Abreu) e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid (Maldonado)

Treinador: Vanderlei Luxemburgo

UNIVERSIDAD:Jhonny Herrera; Osvaldo González, González, Rojas e Mena (Gallegos); Rodríguez, Aránguiz, Díaz e Lorenzetti; Vargas (Rivarola) e Castro

Treinador: Jorge Sampaoli

Cartões amarelos

FLAMENGO: Welinton, David Braz e Renato

UNIVERSIDAD: Díaz e González

Cartões vermelhos

FLAMENGO: Airton

UNIVERSIDAD: Castro

Árbitro

Saul Laverni (ARG)

Local

Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra