Vasco bate o Vitória com gol de Zé Roberto

Os três pontos levam o Vasco quatro posições acima da tabela do Campeonato Brasileiro

A boa fase do Vasco sob o comando de PC Gusmão foi ratificada neste domingo, em São Januário, com triunfo por 1 a 0 sobre o Vitória. Já são seis partidas invictas com o treinador, que também não havia perdido no comando no Ceará até a parada da Copa do Mundo.

Os três pontos levam o Vasco quatro posições acima da tabela do Campeonato Brasileiro, em que agora é 11º lugar com 17 pontos. Já o Vitória caiu dois lugares e fica no perigoso 16º posto, com 14 pontos, próximo da zona de rebaixamento.

O ponto baixo do Vasco foi Carlos Alberto. De volta à equipe titular com a tarja de capitão, foi expulso nos acréscimos da primeira etapa e por pouco não compromete a vitória da equipe de PC Gusmão.

O triunfo cruzmaltino

Sem perder desde a parada da Copa do Mundo, o Vasco recebeu o Vitória, que na quarta-feira encerrou sua participação na Copa do Brasil com um vice-campeonato. Em São Januário, o clube baiano apostou em Jonas e Soares, que não participaram da campanha na outra competição, e teve Elkeson atuando na armação no lugar de Ramon, poupado para a estreia na Copa Sul-Americana no meio de semana.

O primeiro tempo no Rio de Janeiro foi marcado por um maior domínio do Vasco, que impôs sua boa fase e criou as melhores situações de jogo. Com 6min, Carlos Alberto acertou a trave em cobrança de falta perigosa. Elkeson respondeu logo em seguida, acionando Soares, que bateu por cima.

O panorama da partida tinha o Vitória buscando o contra-ataque, enquanto o Vasco tenta chegar trocando passes. Foi assim que Rafael Carioca levou o time à frente, passando para Max bater cruzado da esquerda e Zé Roberto, sozinho, abrir o marcador aos 22min.

O Vitória ainda teve boa oportunidade aos 26min. Soares fez cruzamento e Ricardo Conceição finalizou na rede, pelo lado de fora. As coisas só ficaram melhores mesmo para o clube baiano, porém, nos acréscimos: Carlos Alberto recebeu cartão amarelo, ofendeu a arbitragem e foi para o chuveiro mais cedo.

Com superioridade numérica, o Vitória retornou para a segunda etapa com duas trocas. Ricardo Silva optou por Renato e o garoto Henrique, ex-São Paulo, para os lugares de Elkeson e Bida, o que deixou os baianos com uma formação bastante ofensiva.

Apesar das alterações, o Vitória não criou grandes oportunidades de gol. As únicas aproximações mais efetivas foram em cobranças de falta. Em ambas ocasiões, Renato cobrou mal e fez os torcedores do clube baiano sentirem falta de Ramon.

O Vitória já se volta para outra competição na próxima quarta-feira, quando recebe o Palmeiras, no Barradão, pela Copa Sul-Americana. O próximo compromisso no Brasileiro é no domingo, também em casa, contra o mesmo Santos que lhe tirou o título da Copa do Brasil. Em boa fase, o Vasco visita o Grêmio Prudente no domingo.



FICHA TÉCNICA

Vasco 1 x 0 Vitória

Gol

Vasco: Zé Roberto, aos 22min do 1º tempo

Ponto Forte do Vasco

Bom início de jogo, com boas trocas de passes até a expulsão de Carlos Alberto

Ponto Forte do Vitória

Atitude ofensiva

Ponto Fraco do Vasco

Apenas Carlos Alberto

Ponto Fraco do Vitória

Poucas finalizações

Personagem do jogo

Zé Roberto, que fez seu primeiro pelo Vasco

Esquema Tático do Vasco

4-3-1-2

Fernando Prass; Fagner, Dedé, Fernando e Max; Rafael Carioca; Nílton e Rômulo; Felipe (Éder Luís); Carlos Alberto e Zé Roberto (Fumagalli)

Treinador: PC Gusmão

Esquema Tático do Vitória

4-3-1-2

Lee; Jonas, Wallace, Anderson Martins e Egídio; Vanderson; Ricardo Conceição e Bida (Henrique); Elkeson (Renato); Soares (Renan Oliveira) e Schwenck

Treinador: Ricardo Silva

Cartões amarelos

Vasco: Dedé

Vitória: Lee, Wallace, Egídio, Henrique, Soares, Schwenck

Árbitro

Wallace Nascimento Valente (ES)

Local

Estádio São Januário, em Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra, www.terra.com.br