Vasco cai para o Ceará no Maracanã

Essa foi a primeira derrota dos cariocas para os rivais em partidas oficiais

O Vasco decepcionou os mais de 27 mil torcedores que compareceram ao Maracanã na noite desta sexta-feira e perdeu a invencibilidade na Série B em partidas no Rio de Janeiro. Com cinco desfalques, o time carioca foi derrotado pelo Ceará por 2 a 0, pela segunda rodada do returno da competição, e corre o risco de perder a liderança para o Atlético-GO, que entra em campo neste sábado para encarar o Bragantino, no interior paulista.

Essa foi a primeira derrota dos cariocas para os rivais em partidas oficiais realizadas no Rio de Janeiro. O time da Colina computava seis vitórias e quatro empates. Na próxima rodada, no dia 5, o Vasco vai encarar o Atlético-GO, no Serra Dourada, e o Ceará vai pegar o Bahia, em casa.

Cariocas pressionam no primeiro tempo

O Vasco começou o jogo dando as cartas: aos cinco minutos, Paulo Sérgio cobrou falta da esquerda, e o goleiro Lopes fez uma grande defesa, espalmando para escanteio; aos oito, Enrico recebeu um ótimo passe de Adriano, entrou na área e chutou por cima do gol do Ceará. Canhoto, o atleta foi obrigado a bater com a perna direita.

Aos 21, Gian bateu falta da entrada da área e a bola passou raspando o gol de Lopes. Quatro minutos depois, Adriano avançou pelo meio-campo e arriscou de fora da área. A bola bateu na zaga e quase enganou o goleiro do Ceará.

Em seguida, o time carioca teve três chances de marcar em cinco mintutos. Na primeira, aos 33, Adriano passou por três adversários e chutou para grande defesa de Lopes. Três minutos depois, Gian cruzou para Vilson, que chutou da marca do pênalti. A bola bateu na zaga e saiu. Aos 37, após cobrança de escanteio, Gian cabeceou e o goleiro defendeu novamente, evitando o gol cruzmaltino.

O Ceará teve uma chance clara de marcar com Wellington Amorim. Aos 42, Geraldo cruzou na cabeça do atacante, que tocou à direita de Fernando Prass. O goleiro vascaíno ficou parado observando a bola sair.

Em bobeadas da zaga, Ceará garante os três pontos

O Vasco teve a primeira chance de abrir o marcador logo no primeiro minuto da etapa final. Paulo Sérgio cobrou falta da entrada da área, e a bola passou por cima de Lopes. O Ceará assustou em um jogada de Vilson. O jogador tentou afastar a bola e quase fez contra. Fernando Prass fez a defesa.

Os cariocas voltaram a assustar aos 13. Enrico cruzou na cabeça de Alan Kardec, que cabeceou nas mãos de Lopes. Cinco minutos depois, Vilson perdeu a bola para Jorge Henrique, que tocou para Wellington Amorim. Na marca do pênalti, o atacante chutou, a bola ainda bateu no goleiro Fernando Prass e entrou: 1 a 0 para os visitantes.

Desorganizado por conta dos desfalques, o Vasco não conseguia assustar o Ceará, que após o gol passou a atuar nos contra-ataques. E aos 40, o Vovô aumentou o placar. Geraldo fez uma ótima jogada e passou para Mota. O atacante só precisou desviar para marcar o segundo.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com