Vasco e Corinthians empatam 1° jogo da semi da Copa do Brasil

Com mais de 72 mil pessoas no Maracanã, o confronto foi marcado por tempos distintos

Sem os seus principais craques, Vasco e Corinthians empataram em 1 a 1, no Maracanã, pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil (assista aos gols no vídeo ao lado). Com mais de 72 mil pessoas no estádio, o confronto foi marcado por tempos distintos. Enquanto os paulistas dominaram a etapa inicial, aproveitando os inúmeros erros do adversário, os cariocas acordaram no segundo tempo, quando empataram e tiveram em Felipe uma muralha que evitou a vitória.

No próximo confronto, em São Paulo, no dia 3, Ronaldo, que está machucado, deve retornar à equipe paulista. Do outro lado, Carlos Alberto, que não participou do jogo de ida por estar suspenso, está confirmado no confronto do Pacaembu. Para conquistar a vaga nas finais da Copa do Brasil, o Corinthians precisa de um empate sem gols. Já o Vasco necessita de uma vitória simples ou da igualdade com o placar superior a dois gols.

Antes do jogo decisivo, as duas equipes jogam no fim de semana. Sábado, o Vasco, líder invicto da Série B, com 100% de aproveitamento, enfrenta o Paraná, no Durival de Brito, às 16h10m. Já o Corinthians faz o clássico paulista contra o Santos, na Vila Belmiro, às 16h, no Brasileirão.

Dentinho deixa os paulistas em vantagem

O Corinthians começou melhor a partida, mantendo o domínio do jogo, tocando a bola sem pressa. O Vasco, empurrado por sua torcida, atuava mais retraído, buscando os contra-ataques. Em um deles, aos sete minutos, Rodrigo Pimpão tabelou com Elton, avançou até a entrada da área e foi derrubado por Elias, que foi advertido com cartão amarelo. Na cobrança, Paulo Sérgio acertou a barrreira.

A partir dos 15 minutos, os paulistas começaram a errar sucessivos passes, o que irritou o técnico Mano Menezes. Cinco minutos depois, Rodrigo Pimpão recebeu um ótimo lançamento de Jeferson e avançou sozinho para a meta do Corinthians Na corrida, o jogador se enrolou com a bola e acabou permitindo a aproximação de Chicão, que afastou o perigo.

Assim como os paulistas, o time cruzmaltino também pecava nos erros de passe. Aos 26, Elton encontrou Paulo Sérgio sozinho no bico da grande área. O lateral entrou na área e chutou para boa defesa de Felipe. No minuto seguinte, Dentinho recebeu dentro da área e finalizou por cima do gol de Fernando Prass.

Aos 29, Jorge Henrique aproveitou a bobeada da defesa do Vasco, que fez a linha de impedimento errada, e tocou para Dentinho já dentro da área. O atacante esperou a definição de Fernando Prass e tocou na saída do camisa 1 para marcar o primeiro gol do Corinthians. Quatro minutos depois, Jorge Henrique sentiu uma lesão e deixou o campo para a entrada de Morais.

O gol irritou o técnico Dorival Júnior, principalmente o posicionamento do setor defensivo, que dava muitos espaços ao time do Corinthians. As reclamações eram com o volante Nilton e com o meia Jeferson, que se arrastava em campo e errava quase todos os passes.

Vasco volta melhor e pressiona na etapa final

A equipe da Colina retornou com outra postura, partindo para cima, mas dando espaço aos contra-ataques corintianos. Aos dois minutos, Elton recebeu dentro da área e chutou com violência para bela defesa de Felipe. O jogo ganhou em emoção e velocidade com os dois lances. Aos três, Morais desperdiçou outra boa chance ao chutar em cima do camisa 1 cruzmaltino.

Com quatro minutos, Dorival perdeu a paciência com o time cruzmaltino e sacou Jeferson e Nilton para as entradas de Enrico e Mateus. Seis minutos depois, Elton recebeu completamente livre na cara de Felipe e chutou em cima do goleiro corintiano. O lance acordou definitivamente o Vasco, que passou a dominar o jogo. Aos 19, Pimpão recebeu passe na área, e na dividida com William a bola acabou entrando no canto direito de Felipe. O árbitro deu o gol para o atacante do Vasco, mas quem tocou para o fundo das redes foi o zagueiro do Timão.

A partir dos 20 minutos, o time corintiano mostrou evidentes sinais de cansaço e tocava a bola, tentando segurar o resultado ou marcar o segundo gol em um contra-ataque. Aos 26, Ramon fez uma ótima jogada pelo lado esquerdo e acertou uma bomba. A bola passou à direita de Felipe.

Aos 29, o Corinthians perdeu o gol mais feito da partida. Elias recebeu completamente livre na frente do goleiro Fernando Prass e chutou. O camisa 1 fez um milagre no Maracanã, defendendo a bola com o pé. Cinco minutos depois, Paulo Sérgio cruzou da direita com a canhota, a bola quicou, e Felipe precisou se esticar para salvar os paulistas.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com