Vasco é surpreendido e perde do Nacional por 2 a 1 na estreia na Copa Libertadores

Vasco é surpreendido e perde do Nacional por 2 a 1 na estreia na Copa Libertadores

Com três pontos somados, o Nacional assume a liderança provisória da chave.

O Vasco da Gama estreou na Copa Libertadores 2012 do jeito que sua torcida menos gostaria: perdendo em casa. Em partida nesta quarta-feira pela primeira rodada do Grupo E, o time cruzmaltino recebeu o Nacional-URU no Estádio de São Januário e perdeu por 2 a 1, em partida com falhas da defesa carioca e grande atuação do atacante Viudez.

Com três pontos somados, o Nacional assume a liderança provisória da chave. Agora, os uruguaios voltam a entrar em campo no dia 16, quando enfrentam o Libertad-PAR no Estádio Parque Central, em Montevidéu. O Vasco, por sua vez, tenta a reação no dia 6 de março, novamente em casa, jogando com o Alianza Lima.

Sufocado pelo time uruguaio, o Vasco não conseguia atacar, e só ameaçou primeiro aos 20min, em chute de Diego Souza que passou rente ao travessão. No entanto, foi o Nacional quem abriu o placar aos 29min: após escanteio cobrado por Viudez pela direita, o experiente zagueiro Scotti esticou o pé na primeira trave e desviou para o gol de Fernando Press.

O Vasco ainda teve boa chance aos 44min, em arrancada de Diego Souza que parou na falta do próprio Scotti. Juninho Pernambucano cobrou com categoria da meia-lua da área, mas Burlán defendeu com segurança e evitou o empate cruzmaltino.

Mas não deu nem tempo de o Vasco crescer no jogo: no primeiro minuto após o intervalo, o Nacional aproveitou uma falha do zagueiro Rodolfo e fez o segundo. Viudez recebeu na direita e cruzou para a área, onde Sanchez mergulhou e fez de peixinho. De quebra, o próprio Sanchez teve a chance de ampliar, driblando Fernando Prass aos 5min e batendo por cima do gol.

Apesar de pressionado, o Vasco conseguiu diminuir ao prejuízo aos 25min: após jogada de Diego Souza, Juninho Pernambucano recebeu na direita e cruzou para a área, onde Alecsandro escorou e mandou para as redes.

De quebra, os cariocas ainda tiveram a chance de empatar aos 44min: Juninho Pernambucano cobrou falta da esquerda para a área, e o equatoriano Tenório cabeceou para as redes. A arbitragem assinalou impedimento e invalidou o gol, gerando revolta cruzmaltina - o zagueiro Renato Silva, no banco, foi expulso por reclamação.

Fonte: Terra