Vasco repete dupla Fla-Flu e inicia Carioca com vitória de 2 a 0

Vasco repete dupla Fla-Flu e inicia Carioca com vitória de 2 a 0

Com o resultado, a equipe cruzmaltina se iguala ao Fluminense com os primeiros três pontos no torneio

Após as vitórias dos rivais Fluminense e Flamengo na estreia do Campeonato Carioca, neste sábado, o atual vice-campeão brasileiro não ficou atrás e conseguiu seus primeiros três pontos. Atuando longe de São Januário, no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé (RJ), neste domingo, o Vasco fez bom debute pelo Grupo B da Taça Guanabara e bateu o Americano por 2 a 0, graças aos gols de Alecsandro e Fágner ainda na primeira etapa.

Com o resultado, a equipe cruzmaltina se iguala ao Fluminense com os primeiros três pontos no torneio, mas fica atrás do time tricolor pelos gols marcados na primeira rodada (três a dois). Na próxima rodada, os comandados do técnico Cristóvão Borges vão até Duque de Caxias para encarar o time da casa, no próximo domingo.

Nervoso, o Vasco começou errando muitos passes e o Americano se atreveu mais nas jogadas de ataque. Aos 10min, Alex chutou forte de longe e obrigou o goleiro Fernando Prass a voar e espalmar a bola para o lado, sem rebote aos adversários. Dez minutos depois, Hugo aproveitou cochilada da zaga do Vasco e cabeceou na rede, mas pelo lado de fora.

O Vasco só acordaria na partida a partir dos 26min. Em passe de trivela do volante Nílton, Fágner foi lançado em profundidade e cruzou na medida para Alecsandro, que cabeceou rente à trave de Erivélton

E em jogada semelhante, a combinação entre Fágner e Alecsandro deixaria a equipe de São Januário na frente do placar. Novamente lançado em profundidade, o lateral cruzou à meia altura para o centroavante, que caiu para tocar a bola para a meta: 1 a 0.

Quatro minutos mais tarde, o zagueiro Dedé mostrou o motivo de ser um dos mais técnicos em sua posição no País. Como elemento surpresa, o camisa 26 lançou bola digna de meia armador no meio da defesa do time alvinegro, encontrando Fágner, que tirou de Erivélton e ampliou o marcador. Na jogada seguinte, o veterano meia Pachola tentou surpreender Prass com chute de intermediária, que passou com perigo à direita da meta.

Com a vantagem, os mandantes vieram mais relaxados no início do segundo tempo e quase viram o Americano marcar aos 10min, quando Evandro arrancou da intermediária e saiu na frente do goleiro vascaíno, mas mandou por cima.

A partida perdeu em ação até o tempo técnico - adotado para amenizar os efeitos do calor em partidas diurnas do Carioca -, quando o estreante lateral Tiago Feltri fez boa trama pela esquerda e cruzou no segundo pau na cabeça de Alecsandro, que fez o goleiro Erivélton trabalhar em dois tempos para a defesa.

Aos 27min, o Vasco se complicou com a expulsão do meia Jonathan, que tinha entrado pouco tempo antes, em lugar do argentino Chaparro. Em uma jogada perdida na lateral da metade do campo, ele foi empurrado por Márcio Loyola e revisou com um tapa no adversário. O árbitro Rodrigo Nunes de Sá viu e expulsou, de forma correta, o vascaíno.

Com um a menos em campo e com o ritmo mais cadenciado desde que conseguiu a vantagem no placar, coube ao Vasco controlar a partida até o apito final do árbitro para garantir os primeiros três pontos e largar bem no Carioca.

Ficha técnica

VASCO 2 x 0 AMERICANO

Gols

VASCO:

Alecsandro, aos 28min e Fágner, aos 32min do 1º tempo

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri(Max); Nilton, Fellipe Bastos, Juninho e Chaparro(Jonathan)

Técnico: Cristóvão Buarque

AMERICANO: Erivélton, Alex, Adalberto, Ricardo Braz e Márcio Loyola; Caetano, Paulo Vítor, Pedro(Tardelly) e Pachola(Marconi)

Treinador: Moacir Júnior

Cartões amarelos

VASCO: Fellipe Bastos

AMERICANO: Pachola e Pedro

Cartões vermelhos

VASCO: Jonathan

Árbitro

Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Local

Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé (RJ)

Fonte: Terra