Vasco tem gol anulado e empata com Corinthians

Vasco tem gol anulado e empata com Corinthians

A igualdade sem gols em São Januário favorece o Vasco no caso de um empate com gols

A polêmica protagonizou o primeiro duelo válido pelas quartas de final da Copa Libertadores da América entre Vasco e Corinthians. Na noite desta quarta-feira, no Estádio de São Januário, o time carioca teve um gol anulado e não conseguiu passar de um empate sem gols diante dos paulistas, carregando a definição do primeiro semifinalista brasileiro para a próxima semana, no jogo decisivo a ser realizado na capital paulista.

A igualdade sem gols em São Januário favorece o Vasco no caso de um empate com gols no Estádio do Pacaembu. Já o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), precisa vencer a equipe carioca para avançar, pela segunda vez na história, às semifinais da Libertadores - a primeira e única vez que o time do Parque São Jorge conseguiu um lugar entre os quatro melhores do torneio foi em 2000.

Antes de pensar na decisão dentro de casa, o Corinthians terá pela frente no próximo domingo o primeiro compromisso pelo Campeonato Brasileiro, competição na qual defenderá o título. A partir das 16h (de Brasília), o clube comandado por Tite receberá o Fluminense. Já o Vasco estreia na mesma data, mas às 18h30, diante do Grêmio, novamente em São Januário.

As fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nas últimas semanas, aliado ao novo gramado de São Januário, ainda sem a fixação adequada, dificultou o jogo das duas equipes durante o primeiro tempo da partida desta quarta-feira. A grande quantidade de lama prejudicou as duas equipes, e muitos jogadores se atrapalharam com a bola, como o atacante Emerson, principal alvo do time paulista no duelo.

Diante de um adversário lento ofensivamente, o Corinthians conseguiu controlar o ritmo de jogo e impedir uma grande pressão por parte dos vascaínos. Aos poucos, o time do Parque São Jorge avançou no gramado, até criar a melhor chance da etapa inicial. Aos 46min, Jorge Henrique passou para Alessandro passar livre pela ponta direita. Para sorte dos cariocas, o lateral errou o alvo no chute cruzado e perdeu boa oportunidade.

A necessidade da vitória por decidir fora de casa o confronto obrigou o Vasco a ousar mais no segundo tempo. A equipe da Colina aumentou o ritmo ofensivo e conseguiu criar sua melhor chance no jogo aos 11min. Diego Souza arrancou pelo meio e lançou na medida Éder Luís. O rápido atacante venceu a marcação na velocidade, mas chutou fraco e não deu trabalho a Cássio.

O Corinthians, acuado e paciente, no melhor estilo pregado por Tite, manteve a cautela, chegando aos poucos ao gol de Fernando Prass. Aos 15min, Alex pegou sobra e cruzou de primeira para Jorge Henrique desviar de cabeça. O goleiro vascaíno, com grande agilidade, defendeu o arremate e impediu o gol dos visitantes em São Januário.

A grande polêmica do jogo ocorreu aos 25min de jogo. Juninho cobrou escanteio da esquerda na direção de Renato Silva. O defensor desviou na medida para Alecsandro tocar para as redes e comemorar. Entretanto, o árbitro Sandro Meira Ricci anulou o lance alegando impedimento do centroavante vascaíno, para grandes protestos dos jogadores do time carioca. A partir de então, o Corinthians esfriou o jogo e conseguiu a igualdade sem gols.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 x 0 CORINTHIANS

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Nilton, Juninho (Felipe) e Diego Souza (Carlos Alberto); Éder Luís e Alecsandro.

Técnico: Cristóvão Borges.

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex (Douglas) e Danilo (Elton); Jorge Henrique e Emerson (Willian).

Técnico: Tite.

Cartões Amarelos

VASCO: Nilton e Juninho

CORINTHIANS: Alessandro e Jorge Henrique

Árbitro

Sandro Meira Ricci (Fifa/DF)

Local

Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra, www.terra.com.br