Vettel domina na Coreia e fica mais perto do tetra; Massa roda

Vettel domina na Coreia e fica mais perto do tetra; Massa roda

Vettel havia feito a pole position no treino classificatório e manteve a primeira posição

É cada vez menos improvável que Sebastian Vettel termine a temporada 2013 da Fórmula 1 sem o título. Atual tricampeão, o alemão da Red Bull busca o tetra e conquistou mais um passo importante na madrugada desde domingo, em Yeongam, ao dominar o Grande Prêmio da Coreia do Sul e chegar a sua oitava vitória no ano - a quarta consecutiva. Se o triunfo não contou com grandes emoções, a prova, por outro lado, teve vários elementos, como problemas nos pneus e fogo no carro de Mark Webber.

Vettel havia feito a pole position no treino classificatório e manteve a primeira posição tranquilamente desde a largada. Enquanto isso, Romain Grosjean, Lewis Hamilton, Mark Webber, Kimi Rakkonen, Fernando Alonso e Nico Rosberg lutavam volta a volta para formar o pódio. Ao fim, Raikkonen terminou na segunda colocação, enquanto Grosjean foi o terceiro, garantindo presença dupla da Lotus.

Vettel tem chance de ser campeão já na próxima prova, no Japão, caso vença e Alonso não vá além da nona posição. O alemão chegou a 272 pontos, enquanto o espanhol tem 195 no segundo lugar do campeonato.

Único brasileiro na Fórmula 1, Felipe Massa não teve um bom domingo. O brasileiro errou ao tentar ultrapassagem na primeira volta, rodou e foi para a última colocação. O paulista, que largou em sexto, terminou a prova na nona posição.

O espanhol Fernando Alonso, seu companheiro de Ferrari, sofreu com seus pneus e teve que se superar. O bicampeão mundial terminou o Grande Prêmio na sexta posição e vê a chance de brigar com Vettel pelo título mais distante.

A prova teve um início confuso. Enquanto Vettel aproveitou a largada para manter e ampliar sua primeira posição, nas colocações anteriores houve confusão envolvendo Massa. O brasileiro rodou na pista enquanto tentava ultrapassar Alonso, caiu da sexta posição para a última e teve que iniciar um trabalho de recuperação.

A confusão criada por Massa afetou outros pilotos, casos de Jenson Button e Adrian Sutil, que precisaram ir aos boxes para reparar seus carros. Enquanto isso, Grosjean, que largou na segunda fila, assumiu a segunda posição, deixando Hamilton para trás e tendo que se preocupar com as investidas do britânico para retomar a colocação. Tudo isso ocorria atrás de Vettel, que mostrava que seguiria para mais uma vitória tranquila.

Principal polêmica da semana, os pneus viraram atração na prova, uma vez que o desgaste exagerado prejudicou pilotos e causou instabilidade na pista. Um dos que mais sofria com isso era Alonso, que reclamou dos pneus durante os treinos e viu seu rendimento ser bastante prejudicado na corrida.

Na 32ª volta, Sergio Perez viu seu pneu dianteiro direito arrebentar, o que provocou a presença de pedaços de borracha na pista e a entrada do safety car. O carro de segurança permaneceu no circuito por cinco voltas e, quando se foi, Mark Webber teve que abandonar. O australiano recebeu toque de Sutil, foi jogado para fora da pista e viu sua Red Bull pegar fogo.

A fumaça provocada por conta do incêndio no carro de Webber promoveu nova entrada do safety car. No momento em que o carro de segurança saiu novamente, Raikkonen já havia assumido a segunda colocação e buscava pressionar Vettel na briga pela primeira posição. O alemão, entretanto, rapidamente voltou a abrir vantagem e confirmou sua oitava vitória.

Fonte: Terra, www.terra.com.br