Sebastian Vettel vence de ponta a ponta e dispara na liderança

Sebastian Vettel vence de ponta a ponta e dispara na liderança

Foi a primeira vez que um carro da Red Bull chegou ao topo do pódio no Circuito Gilles Villeneuve

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, conquistou neste domingo a vitória no Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1. Com um desempenho incontestável, o tricampeão conduziu a prova na liderança desde a largada, administrando os pneus e abrindo boa vantagem para os demais pilotos. De quebra, ainda venceu pela primeira vez na carreira a corrida em Montreal.

Foi a primeira vez que um carro da Red Bull chegou ao topo do pódio no Circuito Gilles Villeneuve. Nos últimos anos, a McLaren dominou na pista e faturou as provas de 2005 (Kimi Raikkonen), 2007, 2010 (Lewis Hamilton), 2011 (Jenson Button) e 2012 (novamente com Hamilton). Neste período, Fernando Alonso (2006, com Renault) e Robert Kubica (2008, com BMW-Sauber) também venceram. A prova não foi disputada em 2009.

Em segundo lugar, Fernando Alonso se valeu de um acidente no fim com Esteban Gutierrez (Sauber) para levar a melhor no duelo com Lewis Hamilton. Assim, Vettel se isolou ainda mais na liderança da temporada, com 132 pontos, contra 96 de Alonso, o novo vice-líder ? Kimi Raikkonen, nono, tem 88 pontos.

O desempenho de Felipe Massa valeu ao brasileiro da Ferrari o oitavo lugar. Com problemas no treino de classificação e o 16º lugar no grid de largada, Massa teve um desempenho consistente e ainda ganhou uma posição no fim.

Na largada, o finlandês Valtteri Bottas ? principal surpresa do grid ao levar a Williams ao terceiro lugar ? foi bastante atacado, terminando a primeira volta em sexto. Atrás de Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, os dois primeiros colocados, vieram Nico Rosberg e Mark Webber. Quando tentava tomar o sétimo lugar de Bottas, Adrian Sutil foi tocado e rodou, mas se recuperou e voltou em 11º.

Na volta 11, Massa ? que largou em 16º após bater no treino de classificação ? mostrou boa recuperação e tentou tomar a oitava posição de Kimi Raikkonen. Porém, não conseguiu e ainda permitiu a aproximação de Daniel Ricciardo, então décimo, que ultrapassou o brasileiro da Ferrari.

Na volta 15, os primeiros colocados passaram pelos boxes para a troca de pneus pela primeira vez. Três voltas depois, Massa passou para sua troca e caiu de oitavo para 14º. Em recuperação, o brasileiro passou a atacar Adrian Sutil na volta 22 para tentar a 11ª posição. Lá na frente, Rosberg lutava para defender a terceira posição das investidas de Webber ? o que conseguiu apenas até a volta 31, quando o australiano assumiu o posto.

Na volta 38, porém, Webber se atrapalhou e atingiu a traseira da Caterham de Giedo van der Garde - mas sem abandonar a prova, e ainda mantendo Alonso e Rosberg logo atrás. O espanhol, porém, conseguiu o terceiro lugar na volta 42. Mais atrás, Massa parou nos boxes mais uma vez na volta 43, caindo de oitavo para o 12º lugar. Ainda sem parar, Paul di Resta era o sétimo na volta 46.

Van der Garde, ainda na pista com a asa quebrada, se tocou com Nico Hulkenberg ? ambos abandonaram. Mais à frente, com uma liderança tranquila, Vettel ?provocou? emoção ao errar e sair na pista na volta 53, permitindo a aproximação dos rivais. Massa, por sua vez, subiu para 10º na volta 54 após a parada de Romain Grosjean nos boxes. Três voltas depois, enfim, Paul di Resta fez sua primeira parada.

Nas voltas finais, o público acompanhou uma disputa entre Hamilton e Alonso pela segunda colocação. Na volta 63, depois de diminuir a diferença, o espanhol abriu para a direita na reta dos boxes e assumiu o segundo lugar. O britânico da Mercedes, porém, não vendeu a posição barato ? porém, teve que frear os ímpetos após um acidente com Estebán Gutierrez na volta 66 que provocou bandeira amarela em zona de uso do DRS. Em trecho liberado, Massa superou Raikkonen e conquistou o oitavo lugar. Lá na frente, porém, Vettel cruzou em primeiro lugar e venceu.

Fonte: Terra