Virada da Seleção na Confederações é exemplo para o Inter contra o Corinthians

É verde-amarelo o exemplo do Inter de que é possível ser campeão da Copa do Brasil

É verde-amarelo o exemplo do Inter de que é possível ser campeão da Copa do Brasil. Na necessidade de três gols de diferença sobre o Corinthians na decisão desta quarta-feira, no Beira-Rio, os jogadores colorados se apegam à vitória de 3 a 2 do Brasil sobre os Estados Unidos na final da Copa das Confederações. A equipe de Dunga saiu perdendo por 2 a 0, mas virou a partida no segundo tempo.

- Eu acho que para nós seria importante fazer um gol ainda no primeiro tempo. Para o Brasil virar contra os Estados Unidos, foi crucial fazer um gol cedo no segundo tempo - observou o atacante Nilmar.

O zagueiro Danny Morais usou exemplo similar. Ele também pede um gol cedo, embora não ache determinante já sair balançando a rede.

- Seria bom fazermos um gol como o Brasil fez, logo no início (no caso da seleção, início do segundo tempo). Não é essencial, mas facilitaria nosso trabalho - disse o defensor.

Como perdeu o jogo de ida por 2 a 0, o Inter precisa vencer o Corinthians por três gols de diferença no duelo de volta, às 21h50m desta quarta-feira, no Beira-Rio. A equipe de Tite também pode devolver os 2 a 0 do Pacaembu e decidir o título da Copa do Brasil nos pênaltis.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com