Weidman x Spider: revanche não costuma favorecer ex-campeões

Weidman x Spider: revanche não costuma favorecer ex-campeões

Na história do Ultimate, lutador que perde o título geralmente não o recupera na luta seguinte. Somente Randy Couture conseguiu tal feito, contra Belf

O invicto Chris Weidman já é um desafio e tanto para Anderson Silva, mas o passado mostra que a missão do brasileiro historicamente não será nada fácil. Entre todos os campeões derrotados que tiveram a chance de recuperar o título exatamente na luta seguinte, em uma revanche imediata, somente um teve êxito: Randy Couture. O americano, então dono do cinturão meio-pesado, enfrentou Vitor Belfort em janeiro de 2004 e perdeu por nocaute técnico (um pedaço da luva de Vitor bateu no olho do rival, causando um ferimento que o impediu de lutar). Em agosto do mesmo ano, Couture deu o troco também por nocaute técnico e recuperou o posto de número 1 da categoria.

Em outras três oportunidades, o novo campeão conseguiu manter o título quando a revanche foi logo na sequência. Foi o caso de Tim Sylvia x Andrei Arlovski. O bielorusso era o campeão do peso-pesado em 2006, mas perdeu o título para o americano em abril e foi derrotado novamente por Sylvia em julho. Eles já se enfrentaram em outras duas oportunidades, em situações distintas.

Frankie Edgar esteve envolvido em três revanches imediatas em disputas de título do peso-leve. A primeira delas foi com BJ Penn. Edgar tomou o cinturão de BJ em abril de 2010 em uma luta com resultado contestado. Por causa da polêmica, o Ultimate marcou outro duelo entre ambos, e o novo campeão ratificou o seu posto de número 1, novamente vencendo por pontos.

Contra Ben Henderson, entretanto, Frankie Edgar não se deu bem. Ele perdeu o título dos leves em fevereiro de 2012 e, como o resultado mais uma vez foi contestado, ganhou nova oportunidade. Bendo novamente venceu.


Weidman x Spider: revanche imediata não costuma favorecer ex-campeões

Entre Ben Henderson e BJ Penn, Frankie Edgar esteve envolvido em outra revanche imediata, mas em uma situação completamente diferente. Contra Gray Maynard, o Ultimate foi obrigado a remarcar uma luta entre ambos depois que a disputa de título em janeiro de 2011 terminou empatada. Na segunda, Edgar não deixou dúvidas e nocauteou o adversário no fim do quarto round. Neste caso, o campeão foi mantido em confronto contra um lutador que nunca fora dono do cinturão antes.

A outra vez em que a organização concedeu uma revanche imediata a um desafiante foi com Lyoto Machida e Maurício Shogun. Em outubro de 2009, Lyoto era o campeão e venceu Shogun por pontos. Foi mais um resultado que não agradou a muitos fãs e especialistas. Com o segundo duelo marcado, Shogun deu o troco batendo o compatriota por nocaute no 1º round, em maio de 2010.

Para Anderson Silva, a revanche imediata foi concedida pelo Ultimate não porque o resultado contra Chris Weidman possa ser contestado. O nocaute aplicado em cima do brasileiro não deixou margem para dúvidas, mas a organização levou em conta todo o passado de recordes e domínio do Spider no peso-médio. No dia 28 de dezembro, em Las Vegas (EUA), o mundo saberá se Weidman merece permanecer com o título. A conferir.

Fonte: Globo Esporte