20 mil devem ser imunizadas na 2ª fase da vacinação contra HPV

A meta é vacina mais de 20 mil garotas em Teresina

Mais de 20 mil garotas devem ser imunizadas na 2ª fase de vacinação contra HPV

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) reuniu hoje (4) pela manhã representantes das Regionais de Saúde e da Diretoria de Vigilância em Saúde para serem analisadas as estratégias que serão utilizadas para a segunda fase da vacinação contra o papilomavírus humano (HPV), que pode causar câncer de colo de útero. Em Teresina, a meta é imunizar 20.356 garotas de nove a 11 anos, 11 meses e 29 dias de idade.  

“Estamos pensando em novas formas de análise dos dados de doses aplicadas. Faremos dois tipos de registros, o nominal que é obrigatório, e outro para um controle mais efetivo da administração municipal no tocante à vacinação contra o HPV, na qual a segunda fase inicia esse mês, seis meses após a primeira fase que aconteceu em março”, falou Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde.

Próxima semana, os profissionais de saúde montarão um cronograma de visitas às escolas públicas e privadas para imunizarem as adolescentes. Aquelas que já iniciaram o esquema vacinal tomarão a segunda dose, assim como aquelas que ainda não foram imunizadas deverão receber a primeira dose.

"Chamamos a atenção dos pais para levarem as filhas para serem vacinadas. Na primeira fase da campanha apenas 7.492 meninas foram vacinadas, 36,8% do público-alvo. Além da estratégia de levar a vacina até as escolas, lembramos que todas as salas de vacinas estão abastecidas. Então, é responsabilidade dos pais levarem suas filhas para garantir que as mesmas estejam protegidas contra doenças que causam a morte, como o câncer de colo de útero", destacou Amariles Borba.

No dia da visita, as adolescentes devem levar o cartão de vacinação para comprovar a administração da primeira dose. As mães podem procurar a escola da filha para saber quando a equipe de vacinação vai estar no local ou procurar diretamente a Unidade Básica de Saúde do bairro onde mora. 

Segundo informe técnico do Ministério da Saúde sobre a vacina papilomavírus humano, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece a vacina quadrivalente, que protege de quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia em quem segue corretamente o esquema vacinal.

Fonte: FMS