22 mil vão fazer o Enem no Piauí; veja dicas importantes

Os estudantes piauienses precisam ficar atentos ao horário das provas, já que o estado não segue o horário de verão

No Piauí, o número de inscrições para o Enem superou as expectativas em 2013. Ao todo, mais de 22 mil estudantes piauienses responderão a um total de 180 questões de múltipla escolha e ainda uma prova de Redação. São sete milhões de candidatos inscritos em todo o país no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2013 - e estão na contagem regressiva para a maratona de provas, que acontecem sábado (26) e domingo (27).

Os números foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, órgão do Ministério da Educação responsável pelas provas, após a exclusão dos candidatos que não confirmaram o pagamento da inscrição.

No Estado, três instituições públicas de ensino vão usar parcial ou integralmente as notas do Enem no seu processo de seleção: Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e o Instituto Federal do Piauí (IFPI). Para faculdades particulares, o Enem serve como critério para bolsas de estudo, parciais ou integrais, do ProUni.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados na página do Inep, no endereço eletrônico http://portal.inep.gov.br/enem, até o terceiro dia útil seguinte ao de realização das últimas provas, ou seja, no dia 30 de outubro de 2013. Os participantes poderão acessar, ainda, os resultados individuais da edição do Enem 2013, mediante inserção do número de inscrição e senha ou CPF e senha.

Na véspera da prova, ansiedade, estresse e medo são alguns dos sentimentos que permeiam a cabeça dos estudantes. Para que essa situação não se agrave, os candidatos devem evitar tentar aprender novos conteúdos. A essa altura do campeonato, eles devem descansar ao máximo, já que terão que responder quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e ainda a prova redação.

De acordo com professores de cursinhos preparatórios, na véspera da prova não é recomendável que o estudante continue respondendo a simulados e provas de anos anteriores, treinando a redação, revisando disciplinas em que ainda tenha dúvidas, etc. A hora é de preparar uma estratégia para a prova. A maioria dos alunos comenta que tenta revisar todo o conteúdo para o Exame, mas essa prática não contribui para o sucesso na prova e, em alguns casos, pode até prejudicar.

Candidatos devem descansar e controlar a ansiedade

A preparação para o exame do Enem deve ser feita desde o início do ano. Chegado o período em que se vai tentar uma vaga na universidade, o estudante já deve se organizar e criar um planejamento até o dia da aplicação da prova. De acordo com a psicóloga Mariane Siqueira, quando se está na reta final, é melhor esquecer os conteúdos e focar no lado emocional.

O aluno deve desacelerar a rotina, descansar a mente e aprender a usar o pouco tempo que resta. Em muitos casos, em que se quer aprender mais e mais em pouco tempo, pode acontecer uma ?overdose? de informações. ?O estudante deve procurar relaxar, dormir cedo, cuidar da alimentação, preparar antecipadamente o material e documentos necessários para realização da provas?, explica a psicóloga ao ressaltar que é importante que o candidato saiba reduzir sua ansiedade.

As duas longas provas do Enem são realizadas em dias seguidos e por isso as últimas horas que antecedem o Exame devem ser aproveitadas para o descanso. O mais recomendável é que os estudantes convivam com amigos e familiares. Além disso, é ideal manter a prática de atividades física e mesmo alguns utilizando algum tempo do sábado e/ou do domingo para estudar, é bom procurar descansar para obterem um bom desempenho.

O que levar no dia da prova

O tipo de documentação exigida e o que pode ou não levar no dia da aplicação da prova também merecem atenção.

Para a realização do exame é preciso levar um documento de identificação original com foto (RG, carteira de motorista, passaporte, carteira de trabalho), cartão de confirmação de inscrição e caneta esferográfica preta, fabricada em material transparente.

Em caso de perda ou roubo dos documentos, o candidato deve apresentar um Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial e emitido há no máximo 90 dias. Materiais como lápis, borracha, apontador, lapiseira, grafite, livros, manuais, impressos, anotações, calculadoras, telefones celulares, pagers, bip, walkman, gravador, mp3 ou similares, relógios ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens, não podem ficar junto ao participante e por isso não é recomendável levá-los.

Caso o participante leve esses materiais, eles devem ser depositados na embalagem porta objetos, distribuída a todos os candidatos. Ela deve ser guardada embaixo da carteira e os participantes precisam resgatar a embalagem ao final da prova.

Portões serão fechados às 12 h

Uma das principais preocupações dos participantes que concorrerão uma vaga nas universidades, deve ser com o horário. Os portões de acesso abrem às 12h e fecham às 13h. Recomenda-se que todos os participantes compareçam ao local das provas até as 12h, de acordo com o horário oficial de Brasília.

Mas no Piauí, por conta do horário de verão, no qual o Estado não foi inserido, os candidatos terão que se adiantar e chegar às 11h ao local de prova. A dica do professor João Andrade é que os estudantes lembrem que o Estado não foi incluso no horário de verão, se adiantem e não corram o risco de perder o horário de chegada.

?Em todo o Piauí os portões serão fechados às 12h. Então, o recomendável é que os estudantes aproveitem o dia de hoje (os que ainda não sabem onde fica localizado seu local de prova), para conhecer e ver o melhor percurso que deve percorrer para conseguir chegar às 11h, no sábado e no domingo?, recomenda.

Alimentação balanceada é fundamental

De acordo com o nutricionista Vinícius Siqueira, a alimentação nas vésperas da prova não pode ser diferente daquilo que o estudante já está acostumado. Segundo ele, é importante que eles mantenham a alimentação como de costume, mas só que de forma saudável. Além disso, a hidratação é outro ponto bastante relevante.

Os participantes devem manter uma dieta balanceada e evitar os alimentos gordurosos. Eles são pesados, de digestão demorada e podem causar sonolência e desconforto estomacal. O ideal para comer antes da prova, no almoço, são as carnes brancas (frangos e peixes). O consumo de refrigerantes não são recomendados.

?O ideal é que eles comecem a se preparar um dia antes da prova, consumindo alimentos saudáveis. Já na hora da prova, o mais recomendável é uma barra de cereal ou uma fruta. Além disso, a água deve ser companheira do candidato. Podem ser inseridos também a água de coco ou sucos naturais, mas nada de refrigerantes?, coloca o nutricionista ao ressaltar que não é apropriado o uso de energéticos e estimulantes antes do Exame. Eles podem atrapalhar o desempenho do candidato.

Além da alimentação, outra questão que poucos jovens dão importância é o tipo de roupa mais adequada para fazer a prova. A dica é usar roupas leves e confortáveis. Segundo professores, o ponto chave é atentar para o bem-estar. O ideal é usar roupas folgadas (shorts, blusas de algodão, bermudas), principalmente para quem vai fazer a prova em região de clima quente, como o Piauí. Sandálias rasteiras e confortáveis para os pés também são ideias para o dia do Exame. O importante é eliminar os trajes de desconforto.

Critérios de avaliação devem ser levados em conta na redação

Jean Cláudio Costa, que vai tentar uma vaga no curso de Educação Física, está preocupado com a resolução das questões. ?Sei que cada área do conhecimento tem o seu valor, sua média diferenciada e por isso é preciso mais atenção, mas o que me amedronta de uma maneira mais forte é a prova de redação?, declara o estudante ao ressaltar que vem se preparando desde o início do ano.

Assim como Jean, milhares de estudantes também temem com a prova de redação. O principal medo está relacionado ao tema que pode ser cobrado esse ano. De acordo com professores, a redação, depois da somatória dos pontos, chega a somar 50% do valor total da prova. Por conta disso, para que o candidato tenha uma boa nota é necessário que se preocupe com os critérios de avaliação.

Gramática, fundamentação argumentativa (em relação com áreas distintas do conhecimento), nível de informação textual (saindo do senso comum), encadeamento das ideias (elementos de coesão) e propostas de intervenção (deixar claro o que sugere como cidadão ativo para resolver o problema colocado no tema), são os critérios avaliativos usado na prova. Cada um deles vale 200 ponto, que somam um total de 1000.

No momento da escrita da redação, os professores recomendam que os alunos deem uma olhada no tema, ao receberem a prova, mas que deixem para redigir depois da resolução de algumas questões objetivas.

Jean Cláudio, que cursa o terceiro ano do ensino médio, está apreensivo com a redação e tem seu método para se dar bem no segundo dia de prova. ?Estou praticando a produção de texto baseado nas habilidades que serão cobradas. Para escrever um bom texto e alcançar uma boa média vou me arriscar a fazer primeiro.

Fonte: Aline Damasceno