25 cidades têm risco de desastres naturais no Estado

Um mapeamento realizado pelo Observatório das Chuvas aponta que mais de mil municípios em todo o país estão suscetíveis a eventos como inundações

O estado do Piauí possui 25 municípios vulneráveis a desastres naturais. É o que aponta um mapeamento divulgado ontem (01) pela Confederação Nacional dos Municípios, com base no relatório do Observatório das Chuvas, do governo federal. A relação inclui cidades como Barras, Parnaíba, Luzilândia, Cocal e Uruçuí.



A vulnerabilidade é avaliada no ponto de vista do meio físico, pelos parâmetros número de mortes, frequência de grandes eventos destrutivos e população atingida ou afetada.

O levantamento ainda não foi concluído, mas entre as informações coletadas está o risco de desastres relacionados a deslizamentos e inundações.

Chuvas, enchentes, enxurradas e desmoronamentos são alguns fenômenos que impactam vários municípios em todo o Brasil, todos os anos. Segundo o levantamento, mais de mil municípios estão nessa situação e, no Piauí, somente a capital, Teresina, possui 38 pontos considerados de risco, podendo atingir 23.716 pessoas e afetar 5.995 moradias.

Esperantina também entra na lista, com a existência de pelo menos quatro setores de risco, que podem afetar 1.051 moradias e prejudicar 4.204 pessoas.

Nesse caso, as ações estruturantes indicadas para solucionar o problema é contenção de cheias no rio Longá com a construção de barragem de terra, dique, canal extravasor, construção de ponte.

O órgão responsável é o Ministério da Integração Nacional que deve investir R$ 2.894.104,47 para solucionar o problema. A liberação dos recursos e dados sobre execução da obra não foram informados.

Com a análise das vulnerabilidades locais, será viável promover um trabalho de elaboração de propostas de intervenções, ou seja, ações para diminuição do risco de deslizamentos e inundações nesses lugares. O governo federal pretende desenvolver ações de gerenciamento de risco de desastres em 821 Municípios até o fim de 2014.

Fonte: Virgínia Santos