283 notificações de despejo de lixo em local indevido em Teresina

Desde a implantação do programa Lixo Zero

Uma das propostas do programa Lixo Zero é acabar com lixões em terrenos baldios espalhados em Teresina. Desde a sua implantação, em 2014, já foram realizadas 283 notificações por despejo de lixo em local indevido e 27 apreensões de carroças. Além disso, foram registradas 218 infrações, 175 infrações que atingem o meio ambiente e 146 infrações de trânsito. A zona campeã de autuações é a Leste. Dos 101 pontos de lixões contabilizados na capital, só nas zonas Norte e Leste, 36 já foram erradicados.

Segundo Kleyton Medrada, coordenador do programa Lixo Zero, as ações de educação para a população e aos carroceiros têm dado certo, onde as atividades de implantação de Pontos de Recolhimento de Resíduos (PRR) já estão funcionando.

“O trabalho nem sempre é fácil, por isso a Prefeitura de Teresina tem autuado os sujões em toda a cidade. Com as ações na zona Norte e Leste conseguimos reduzir 36 lixões e o nosso objetivo é eliminar todos esses pontos e conscientizar a população sobre a destinação correta do lixo”, explica.

Na zona Sudeste, a implantação dos PRRs inciou na última terça-feira (28), tendo como alvo o cruzamento das avenidas 1 e 23, do Loteamento Manoel Evangelista, no Bairro Novo Horizonte, por ser o maior ponto de concentração de lixo na região, já que eram recolhidos cerca de 300 toneladas de resíduos por mês só nesse ponto Os contêineres que medem 40m³ cada, permitem o depósito de resíduos de construção e demolição, de podas de árvores e de capina e varrição, além de móveis usados. Já o depósito de lixo doméstico, animais mortos, lixo hospitalar, lixo industrial e aparelhos eletrônicos deve ter outro tipo de destinação.

Robespierre Leite, técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), explica que para cada tipo de lixo possui o recolhimento específico. “Esses itens, como animais mortos, pilhas, baterias, lâmpadas, equipamentos eletrônicos e lixo doméstico, hospitalar e industrial serão proibidos. Porque são bem específicos e há coleta adequada para todos eles”, reforça Robespierre Leite.

A proposta é que sejam instalados mais três contêineres na zona Sudeste, onde já estão agendadas as instalações de outros três PRRs: um na Avenida Noé Mendes, no Bairro Parque Itararé, no 31 de julho; outro no cruzamento das Ruas 30 com Alexandre Gomes Chaves, no Bairro Dirceu I, previsto para o dia 04 de agosto;e o terceiro, que deve ser instalado no dia 08 de agosto e vai ficar na Rua 2 do Parque do Sol, próximo à linha do metrô no Bairro Renascença.

Com esses novos, serão 19 Pontos de Recebimentos de Resíduos em toda a capital, até o momento já foram instalados 16 contêineres. A região Centro-Norte, que foi a primeira região contemplada, conta com seis contêineres; a zona leste, com cinco; e a sul, com quatro.

Carroceiros têm dificuldades para despejo

A equipe do Jornal Meio Norte esteve presente no Loteamento Manuel Evangelista para conferir o uso do contêiner por carroceiros. E no momento Raimundo Cardoso, que chegou com sua carroça, tentava despejar o lixo e teve que ser ajudado por garis da Prefeitura, para poder depositar o lixo no contêiner.

“Fica melhor com esse espaço para colocar o lixo. Mas o difícil é fazer o animal subir aqui (contêiner). O ideal é colocarem uma rampa, para que ele possa subir, pelo menos, entrar um pouco e a gente fazer o despejo dentro do depósito”, sugere o carroceiro.

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele