50 corpos já foram achados do voo 447

A Força Aérea Brasileira (FAB) atua com dez aeronaves nas buscas. A França utiliza duas aeronaves.

Os Comandos da Marinha e da Aeronáutica informaram, nesta terça-feira (16), que mais um corpo de vítima do voo 447 da Air France foi encontrado e resgatado pela corveta Caboclo. No total, 50 corpos já foram encontrados. A área de buscas, definida diariamente por estudos de correntes marítimas e ventos, ainda de acordo com a Marinha, chegou a mais de 19 quilômetros quadrados nesta terça.

Na quarta-feira (17), o Navio Desembarque Doca-Rio de Janeiro deve chegar à região de buscas com dois helicópteros. A Marinha brasileira mantém ainda no local o navio-tanque Gastão Motta, as corvetas Caboclo e Jaceguai, o navio-patrulha Goiana, além do rebocador de alto-mar Triunfo. A Marinha francesa opera com duas embarcações.

A Força Aérea Brasileira (FAB) atua com dez aeronaves nas buscas. A França utiliza duas aeronaves. Na segunda-feira (15), a operação superou um total de mil horas voadas por aeronaves brasileiras e estrangeiras.

Na manhã desta terça-feira, a Fragata Bosísio chegou a Fernando de Noronha com seis corpos recolhidos anteriormente pela Marinha francesa. O navio Bosísio segue para Natal para manutenção de rotina.

O Airbus da Air France transportava 228 pessoas de 32 nacionalidades, entre passageiros e tripulantes. O voo, de número 447, deixou o Rio de Janeiro com direção a Paris em 31 de maio, às 19h30 (horário de Brasília), e fez o último contato de voz às 22h33. Às 22h48, o avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha.

Fonte: g1, www.g1.com.br