50% da água produzida pela Agespisa é desperdiçada em Teresina

Se contabilizados os vazamentos residenciais, esse desperdício chega a 50%.

Enquanto a população de regiões periféricas de Teresina sofrem com a falta de água e abastecimento precário, em outros pontos da cidade é cada vez mais comum perceber o desperdício de água, por meio de vazamentos encontrados com facilidade pelas ruas da cidade. Dados da Agespisa mostram que esses vazamentos e canos estourados são responsáveis por um desperdício de 30% de toda a água produzida pela empresa. Se contabilizados os vazamentos residenciais, esse desperdício chega a 50%.

O superintendente metropolitano da Agespisa, Orlando Aires, explica que a principal causa desses vazamentos é o fato de as redes e ramais de distribuição de água serem bastante antigos. Para resolver esse problema, foi contratada uma empresa para a substituição de 176 km dessa rede, mas o trabalho foi interrompido antes de essa meta ser alcançada. “Nós tivemos problemas contratuais, mas ainda pretendemos fazer essa substituição, para acabar com esses vazamentos”, garantiu.

Antes dos problemas com a empresa, a Agespisa ainda conseguiu substituir 158,4 km de rede antiga de distribuição de água e está elaborando projeto para trocar mais de 250 km em outras áreas da capital. A nova tubulação instalada é de PVC, material mais resistente, que reduz a ocorrência de vazamentos. Outros municípios, como Parnaíba, Floriano, São João do Piauí e Picos, também estão sendo beneficiados com a obra.

 

Repórter: Pollyana Carvalho

Fonte: Pollyana Carvalho