576 mil brasileiros irão desenvolver câncer em 2015, segundo o Inca

Uma estimativa feita pelo instituto mostra que mais 576 mil novos casos de câncer serão detectados no Brasil só em 2015.

Uma data emblemática criada pela UICC (União Internacional Contra o Câncer) com a intenção de chamar a atenção globalmente para a doença e desmitificar conceitos que a cercam.

Para divulgar a data, o Inca (Instituto Nacional do Câncer) lançou a campanha “Ao Nosso Alcance”. O objetivo é mostrar que existem soluções acessíveis a todos para precaver essa doença que afeta milhões de pessoas no mundo inteiro, baseando-se em quatro pilares: escolhas saudáveis, detecção precoce, tratamento para todos e aumento da qualidade de vida.

Uma estimativa feita pelo instituto mostra que mais 576 mil novos casos de câncer serão detectados no Brasil só em 2015.

No exterior, outra pesquisa sobre o tema também enfatiza o quanto é um assunto que precisa de mais atenção: mais da metade dos britânicos nascidos a partir de 1960 podem esperar desenvolver a doença ao longo da vida. E os autores da pesquisa alertam que as estatísticas irão subir para as futuras gerações, segundo o Cancer Research UK.

Os homens nascidos depois dessa data têm 53,5% de chance de adquirir câncer ao longo da vida. Para mulheres, o risco é de 47,5%. Somando-se os dois gêneros, espera-se que 50,5% desta parcela da população desenvolva câncer.

Ainda de acordo com a pesquisa, muito desses dados se explicam pelo aumento da expectativa de vida, já que câncer é muito mais comum em idade avançada. No entanto, os pesquisadores alertaram que também estão envolvidos fatores externos de estilo de vida, como uso de álcool, tabaco e aumento da obesidade.

A OMS ( Organização Mundial da Saúde ) aponta que pelo menos 33% dos cânceres mais comuns podem ser evitados se diminuído o consumo de álcool, dietas mais saudáveis, a exposição moderada ao sol e a prática de atividade física regular.

Só o fato de largar o hábito de fumar aumenta a proteção contra a doença em cerca de 50%.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Brasil Post