6 mil terão pagamento bloqueado se não realizarem recadastramento

O prazo para o recadastramento dos servidores estaduais encerrou

A meta geral era recadastrar 72.700 servidores estaduais, deste número 6.149 não fizeram a atualização dos dados cadastrais, encerrada na última segunda-feira (21). E como punição, terão o vencimento referente ao mês de setembro, pago em outubro bloqueado, até que a situação seja normalizada.

A exigência é do Governo do Estado do Piauí, através da Secretaria de Administração e Previdência (Sead-Prev), que mobilizou os servidores sejam estes ativos, aposentados, pensionistas, comissionados e terceirizados. O secretário de Administração do Estado, Franzé Silva, explica o bloqueio no pagamento e como o servidor deve fazer para regularizar a situação.

“Iremos fazer o bloqueio do pagamento referente ao mês de setembro dos servidores não cadastrados. Mas este pode e deve regularizar a situação, vindo à sede da secretaria para prestar os devidos esclarecimentos e apresentando os documentos exigidos. Então, o bloqueio é temporário”, esclarece.

Segundo Franzé Silva o recadastramento é necessário, principalmente para gerenciar a qualidade dos serviços e os gastos. “A nossa intenção é reorganizar a máquina pública, referente ao pessoal que representa a maior despesa do estado. Há mais de 10 anos não se fazia esse trabalho. Iremos criar um único sistema, em que possamos ter mais controle, vendo quantos somos, onde estamos e o que fazemos, se o servidor avançou de nível ou se progrediu na escolaridade. Além de melhorar na prestação de serviço, iremos montar uma estrutura de qualificação a eles”, pontua o secretário administrativo.

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele