"Prisão é ilegal", diz advogado de médico que provocou acidente no PI

"Prisão é ilegal", diz advogado de médico que provocou acidente no PI

Os crimes de transito são todos afiançáveis, a prisão é ilegal, afirma o advogado.

O advogado Ezequiel Cassiano, que defende o médico Marcelo Moura que causou o acidente na BR 343, vitimando 5 pessoas da mesma família, concedeu entrevista ao meionorte.com. O médico continua preso pela decisão da juíza da comarca de Altos, mas a defesa não concorda com a retenção de liberdade do médico e diz que essa prisão é ilegal, ?Não estamos concordando, todo processo cuja pena máxima é aplicada ao réu ele deve responder em liberdade, é uma inovação da lei 2.403. Os crimes de transito são todos afiançáveis, a prisão é ilegal?, afirma o advogado.

Questionado sobre a omissão de socorro do seu cliente, o advogado declarou que a informação não procede. ?O agente da PRF não esta laborando com zelo, porque três testemunhas em Altos disseram que falaram com meu cliente ainda dentro do carro e ele perguntou se tinha alguém com vida no outro carro e eles lhe disseram que estavam todos mortos, só ai outro carro aproximou-se e levou ele?, pontuou.

Segundo o advogado, o que vai definir a real causa é a pericia, e que a policia não é dona da verdade. O advogado já entrou com dois recursos comportáveis para soltura do Dr. Marcelo em relação à decisão da juíza apresentou uma consciência de restrito e em razão da ilegalidade da prisão entrou com o habeas corpus.

Em razão de o médico ter tirado a vida de 5 pessoas o advogado disse, ?Ele preso vai salvar as 05 pessoas??. O advogado afirmou que irá mostrar como a prisão do médico foi ilegal, assim que ele for solto. Segundo ele, o acidente foi uma fatalidade, de acordo com o advogado, ?A juíza que determinou a prisão do acusado não tem muito conhecimento na aplicação da lei penal?, complementou.

Ezequiel Cassiano finalizou apresentando seus argumentos de defesa para que a liberdade do médico seja concedida, ?Crime de transito é afiançável, se trata de um médico, novo, o crime não foi desejado, foi uma fatalidade ele preso vai dá muito mais prejuízo para o Estado, é muito melhor ele está solto e ajudando em favor da vida, trabalhando?, concluiu.

Veja a matéria completa

Fonte: Waldelúcio Barbosa