Ação recolhe lixo que pode se tornar criadouro do Aedes na z. Leste

A faxina deste sábado aconteceu no Residencial Árvores Verdes

A Prefeitura de Teresina tem realizado diversas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika e chikungunya. Neste sábado, 18, a operação “Faxina nos Bairros” chegou à sua 24ª edição, visitando o Residencial Árvores Verdes, zona Leste da capital. O principal objetivo da ação é recolher lixo com potencial de se tornar criadouro do mosquito.

“A Faxina nos Bairros tem sido uma das ações realizadas pelo poder público municipal, em parceria com a população, para retirada de focos do mosquito transmissor de doenças. As pessoas tem atendido nosso chamado e nos ajudado nessa luta”, afirmou Francisco Pádua, presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), órgão que mantém parceria junto às Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) para diminuir os focos de mosquito na capital.


Faxina nos bairros aconteceu neste sábado no Residencial Árvores Verdes
Faxina nos bairros aconteceu neste sábado no Residencial Árvores Verdes


Além da faxina, a Fundação Municipal de Saúde tem realizado ações educativas, como o treinamento de multiplicadores para repassar informações em escolas, empresas e outros órgãos. Já foram capacitadas 1.600 pessoas este semestre. Por conta da grande demanda de solicitações das instituições que desejam formar pessoal para controle e prevenção ao Aedes aegypti a FMS colocou o curso de controle e prevenção da zika, dengue e chikungunya como algo permanente da instituição.

A “faxina” realizada na manhã deste sábado na região do Árvores Verdes abrangeu o quadrante formado pelas ruas São Carlos, Cassiano da Costa, Lauro Conrado e Avenida Nicanor Barreto. “Esse tipo de ação é muito importante para a gente. Nos sentimos assistidos pelas autoridades. Temos aqui em nosso bairro muitos problemas sociais e de limpeza. As pessoas não são conscientes de que se jogarem lixo em local incorreto ou não limparem seus quintais todos podem adoecer”, disse Germana Neves, moradora do local onde houve a atividade de limpeza da prefeitura.

Durante toda a semana que antecede a Faxina nos Bairros, agentes de saúde e de endemia percorrem o local fazendo um trabalho de educação em saúde junto aos moradores para que eles juntem todo aquele material inservível, que possa acumular água e que não é recolhido pela coleta de lixo domiciliar rotineira, e coloquem na calçada no sábado. “A melhor forma de combater o Aedes aegypti  é não deixar o mosquito nascer", explica Francisco Pádua. 

Ele completa ainda que as visitas são essenciais para o combate ao vetor. “No contato constante com a população, os agentes de endemia e de saúde desenvolvem ações com os moradores, relativas aos cuidados permanentes para evitar depósitos de água nas residências".

Fonte: Portal MN