"Acordo a cada dia melhor", diz jovem de BH após eliminar 62 kg

Guilherme, de 22 anos, chegou aos 139 kg e decidiu mudar de vida.



Com 22 anos e 62 kg a menos na balança, o jovem Guilherme Pinheiro Rosa segue um estilo de vida saudável, com uma rotina diária de exercícios físicos e alimentação balanceada.

?Acordo a cada dia me sentindo melhor, me sentindo cada vez mais saudável?, conta o mineiro de Belo Horizonte, que já chegou a pesar 139 kg aos 20 anos. ?Quando pensei em mudar de vida, pensava mais na estética, não ligava muito para a saúde como eu ligo hoje?, lembra.

A decisão de mudar os hábitos veio quando as roupas começaram a ficar apertadas e a visão do espelho já não agradava mais. ?Eu percebia que estava engordando, mas não caía a ficha que precisava emagrecer. Comecei a me achar feio nas fotos e resolvi mudar?, conta.

O excesso de peso começou a aparecer depois dos 16 anos, quando Guilherme almoçava sozinho em casa e optava sempre pela combinação miojo e refrigerante. ?Fazia minha própria alimentação, independente do que meus pais comiam?, lembra. Fora isso, ele fazia poucas refeições por dia em grandes quantidades, o que o levava sempre aos excessos.

Em fevereiro de 2011, o mineiro procurou uma academia para começar, mas ainda não havia mudado a alimentação. ?Já tinha feito academia, fiquei 2 meses só e não ia todos os dias?, lembra. Mas dessa vez, ele já começou de um jeito diferente, com um novo pensamento e uma nova determinação.

?Os primeiros 6 meses são os mais importantes para ver se a pessoa vai continuar mesmo. Eu fui gostando cada vez mais, comecei indo 3 vezes por semana e depois passei a ir de segunda a sábado?, afirma.

Porém, os treinos de Guilherme eram sempre focados na musculação, nunca nos exercícios aeróbicos. ?Vi que não estava perdendo peso, então percebi que precisava começar a correr e mudar também minha dieta?, lembra. Até o momento que fez apenas exercícios, ele conseguiu perder 19 kg. Quando aliou a alimentação à atividade física, inclusive a aeróbica, o resultado veio muito mais rápido. ?Foi aí que comecei a perder peso mesmo?, afirma.

Com a ajuda de uma nutricionista, ele passou a comer melhor, a mastigar melhor, a beber muita água e a fazer várias refeições ao dia. ?Hoje eu como sete vezes por dia. Depois que fui à nutricionista, não comi mais pizza, miojo, frituras e refrigerante?, conta. Além disso, ele cortou também a cerveja e passou a comer mais frutas e salada. ?No começo, era difícil. Mas foi ficando fácil com o tempo?, avalia.

Outra dificuldade que Guilherme teve foi dentro da própria casa, onde a alimentação da família não mudou e ele teve que se adaptar. ?Via meus pais comendo e às vezes dava uma escapada, mas hoje sei me segurar. Tem biscoito recheado em casa e eu não como. Falo para o meu pai comprar alimentos saudáveis para mim e faço a minha dieta?, diz. Com o pensamento saudável, o jovem diz que tenta influenciar os pais. ?Eu digo que eles comem errado, mas não adianta nada falar se a pessoa não quer mudar?, avalia Guilherme.

Querer mudar, inclusive, foi determinante para o mineiro atingir o sucesso e conseguir recuperar a forma física e a saúde. ?Acreditei em mim, sabia que eu ia conseguir, mas não imaginei que seria tão rápido?, revela. Atualmente, com 77 kg, ele ficou mais confiante e mais disposto. ?A cada dia que passa, eu me sinto mais saudável. Não adianta só saber o que tem que fazer e ter preguiça de fazer. Tem que saber e fazer, tem que ter determinação?, recomenda.

Fonte: G1