Adolescente de 13 anos que sumiu depois de mentir reaparece: ‘Ela só chora’

Show foi usado como desculpa para sair de casa

A família da adolescente Ana Yaritza dos Santos Dias, de 13 anos, finalmente pode respirar aliviada: a garota voltou para casa, no bairro da Piedade, na Zona Norte do Rio, na tarde desta quinta-feira. A informação é da prima dela, Cristiane Dias de Souza, de 29 anos. Segundo ela, Ana parece estar bem fisicamente, mas mostra fragilidade emocional:

- Ela só chora. Muito. Estamos tentando conversar com ela, mas ainda não nos contou nada. Queremos dizer que é mais do que bem-vinda, que não há razão de ela mentir, que a amamos demais.

Ana estava desaparecida desde segunda-feira. Cristiane disse que ainda não sabe se ela passou os últimos dias com alguém ou se estava sozinha. E nem o local onde a prima ficou.

Mais cedo, Ana havia mandado uma mensagem de voz para o WhatsApp do pai. No recado, disse apenas uma frase: “Pai, estou bem”. Cristiane, que mora com a adolescente, disse ter enviado mensagens de voz em resposta, pedindo para a garota voltar para a família.

Série de mentiras

Antes de falar sobre a mensagem, Cristiane havia contado ao EXTRA que, além de mentir sobre a ida com um amigo da escola a um show gospel em Madureira, ainda na Zona Norte, Ana também mentiu a parentes e colegas sobre um suposto namorado, que ela dizia se chamar Francisco. A alguns ela dizia que o garoto tinha 16 anos e morava em Bangu, na Zona Oeste da cidade. A outros, dizia que ele tinha 18 e morava em Campo Grande, outro bairro da Zona Oeste. A uma amiga, confidenciou que o rapaz contou ter ganho várias casas da mãe, onde ele dizia promover muitas festas.

- Descobrimos ontem (quarta-feira) sobre essa mentira a respeito do Francisco. Para mim, ela havia dito que o conhecera numa festa da igreja evangélica que frequenta. Mas o irmão da Ana, que vai sempre com ela à igreja, disse que isso não é verdade. E, quando começamos a perguntar às pessoas que ela conhecia, descobrimos que para cada um contava uma história diferente - contou a prima Cristiane Dias de Souza, de 29 anos, que mora com Ana.

Segundo ela, todas essas mentiras a respeito de Francisco reforçam a crença da família de que ele é uma pessoa que Ana conheceu por meio de alguma rede social:

- Certeza, a gente não tem de nada. Mas ela é uma menina que não saía de casa sozinha. Não ia a festas, bailes, nada disso. Não ficava no computador, também. Mas a internet do celular não podemos controlar. Então, achamos que foi assim que ela o conheceu e, provavelmente, ficou iludida com essa vida de “festas” que ele dizia ter.

Show foi usado como desculpa para sair de casa

Ana saiu de casa na segunda-feira à tarde, dizendo para a família que ia a um show gospel com um amigo da escola. A ideia era depois passar a noite na casa do garoto. Como o conhece o menino, o pai consentiu, mas fez um alerta pedindo para a filha ligar assim que o show terminasse e dar notícias. Só que Ana não ligou. O pai e outros parentes começaram a ligar o celular da jovem, que estava desligado.

O pai, então, foi à casa do amigo da filha e descobriu que ele não foi a show nenhum. A prima Cristiane contou que a adolescente estava com ideia fixa em relação à autorização para sair uma semana antes do suposto show gospel. Primeiro, ela pediu à avó, que é quem a cria, e recebeu um não como resposta porque iria sozinha. Esta semana, ela insistiu no assunto e acabou recebendo o consentimento porque alegou que ia com esse colega que a família conhece.




Fonte: G1