Aeronaves da Marinha se chocam durante treinamento e piloto some

Um dos caças caiu no mar de Saquarema e piloto teria sido ejetado

Um caça modelo AF-1B (A-4KU-Skyhawk), da Marinha do Brasil, caiu no mar na tarde de terça-feira (26) em Saquarema, Região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro. O piloto se ejetou da aeronave, mas ainda não havia sido encontrado até o início da noite.

O acidente ocorreu durante colisão com outro avião, que pousou sem problemas na Base Aeronaval de São Pedro D'Aldeia.

Por meio de nota, a Força Aérea Brasileira lamentou o ocorrido: "A Marinha deu início às buscas pelo piloto e está prestando todo o apoio necessário à família do militar. O acidente aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios operativos e suas circunstâncias estão sendo apuradas".

A operação de busca e salvamento envolve cinco helicópteros e dois navios — um deles a fragata Liberal. Com apoio do Corpo de Bombeiros, as buscas são feitas com navios, aeronaves e lanchas.

O acidente ocorreu a 25 milhas da costa (cerca de 40 km). O aparelho passou por processo de modernização na Embraer.

Equipes da Marinha buscam piloto de caça desaparecido após acidente

Equipes da Marinha do Brasil passaram a noite desta terça-feira (26) e a madrugada desta quarta-feira (27) à procura do piloto do caça A-4 Skyhawk que sumiu no mar ao largo de Saquarema ontem à tarde.

O avião caiu depois de se chocar com outro aparelho idêntico, durante treinamento de ataque a alvos na superfície.

O militar conseguiu se ejetar, mas desapareceu. As buscas se concentram na praia de Jaconé. Helicópteros e navios da Marinha participam da operação, que continua nesta manhã.

O outro piloto envolvido no acidente conseguiu pousar em segurança na Base Aérea Naval de São Pedro d'Aldeia. Recebeu atendimento médico e foi liberado.

Os nomes dos dois militares não foram divulgados. A Marinha informou por nota que presta assistência à família do oficial desaparecido.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7