Aluna agredida por ser negra é bem recebida em escola

Adolescente afirmou ser agredida e chamada de "macaca"

A adolescente de 15 anos, que diz ter sido agredida e xingada por colegas por ser negra, em uma escola pública de Curitiba, afirmou que se sente "mais tranquila" após mudar de colégio.

"Já estou no meu terceiro dia na nova escola e no geral fui bem recebida. Algumas pessoas me olharam esquisito, mas acredito que é porque sou nova na escola. Os professores e o diretor não sabem o que aconteceu comigo, mas me trataram bem", contou a menina em entrevista na manhã desta terça-feira (1º).

"Eu cheguei bem tranquila e sentei na fila do meio. Depois fiquei só observando como as pessoas iriam reagir, mas foi tudo normal, me senti à vontade", acrescentou a adolescente.

Em entrevista à RPC TV na quinta-feira (27), a garota disse que as colegas deram chutes, socos e pularam em cima dela, até ela cair no chão, dentro do banheiro do colégio. ?Eu sei que saí com o nariz sagrando, todo mundo viu?, contou. A estudante ainda disse que as provocações racistas e xingamentos acontecem há pelo menos cinco meses. Além disso, ela afirma que as colegas se referiram a ela como ?macaca?.

Depois do episódio de agressão, uma das garotas ainda fez referência à estudante agredida em uma rede social na internet usando o termo ?macaca?.

A mãe, que preferiu não se identificar, afirmou estar aliviada com a mudança. "Só eu e minha filha sabemos o que passamos. Além de todo o constrangimento ainda fomos chamadas de mentirosas. Agora quero que ela esqueça tudo e possa estudar com tranquilidade", disse.

Segundo a delegada Luciane de Novaes, as jovens acusadas vão responder por ato infracional e podem ser punidas com prestação de serviço comunitário.

?Queremos que o adolescente se conscientize de sua atitude errada, se torne mais humilde e perceba seus semelhantes?, afirmou Novaes.

Fonte: G1