Aluno é agredido em universidade americana por usar dreadlocks

Cory se manifestou no Facebook e disse que não procurou a policia

Uma discussão entre dois alunos nos corredores da San Francisco State University, nos Estados Unidos, tem causando alvoroso na internet sobre preconceito e apropriação cultural. O DJ Cory Goldstein foi parado pela fotógrafa e roteirista Bonita Tindle para questionar o motivo dele estar usando dreadlocks no cabelo.

Acompanhada por um amigo, a jovem questiona o colega de faculdade sobre o seu vizual e o acusa de usar sua cultura sem direitos. “Você está dizendo que não posso ter um estilo de cabelo por causa da sua cultura?”, pergunta o estudante. “Porque é minha cultura. Você sabe o que este penteado significa?”, responde Bonita.

O DJ explica que o dreadlocks surgiu no Egito Antigo e pergunta se a estudante é de origem egípcia. A discussão fica mais intensa, Cory tenta sair, mas é agarrado pelo braço.

Aluno é agredido em universidade americana por usar dreadlocks (Crédito: Reprodução)
Aluno é agredido em universidade americana por usar dreadlocks (Crédito: Reprodução)


Em nota, a instituição disse: “estamos sabendo do incidente e a polícia do campus foi chamada no local. Nós promovemos o direito do discurso livre para todos no campus, mas não concordamos com comportamentos que podem ferir a segurança e bem-estar de outras pessoas”.

Cory se manifestou no Facebook e disse que preencheu um formulário na segurança da faculdade, mas não prestou queixa na polícia.

Aluno é agredido em universidade americana por usar dreadlocks (Crédito: Reprodução)
Aluno é agredido em universidade americana por usar dreadlocks (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações da Uol