Alunos que prestam ITA têm rotina "militar" de estudos de 361 dias

Alojamento de estudantes não tem TV no quarto e internet tem uso restrito.

Ao completar 15 anos, o estudante pernambucano Luís Leão de Souza Junior, de 17 anos, não pediu uma viagem, uma grande festa de aniversário nem uma poupança para comprar o primeiro carro. Nessa idade, ele fez outro pedido para os pais: sair de casa em Petrolina (PE) para morar em São José dos Campos (SP), cidades distantes por mais de 2.100 quilômetros.



O objetivo era se preparar para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), com sede no município paulista, que começou nesta terça-feira (11), às 8h, em 22 cidades e capitais do país.

Quase 7.300 estudantes se inscreveram para disputar 130 vagas para os cursos de graduação em engenharia nas especialidades aeronáutica, eletrônica, mecânica-aeronáutica, civil-aeronáutica, da computação e aeroespacial.

?Expliquei para minha mãe que em Petrolina não tinha nenhuma opção de escola ou cursinho forte para me dar essa preparação. Ela demorou para me dar a resposta, mas no final aceitou?, disse.

Com o sonho de se tornar engenheiro civil formado por uma das faculdades mais prestigiadas do mundo, ele encara há dois anos desafios muito além da distância da família. Luís aprendeu a conviver com mais de 150 garotos em um alojamento que fica isolado do centro da cidade, onde é proibido assistir televisão no quarto, a internet tem uso restrito e não é permitido voltar depois das 23h30.

A dedicação para passar na prova, que segue até sexta-feira (14), envolve ainda uma rotina de 14 horas de estudo e abdicação total das atividades comuns aos adolescentes nessa fase, como festas, baladas e viagens com amigos.

?Fui me adaptando aos poucos. Sabia que a rotina era de bastante estudo, mas não imaginava que era tanto?, diz Luís, que acorda todo os dias às 7h30 e dorme à 0h. ?Você vê os colegas estudando e tem que estudar também para não ficar para trás?, disse.

Luís mora em um alojamento administrado por um curso preparatório do vestibular, onde a rotina de disciplina beira a exigência militar: os alunos têm aulas de segunda a sexta-feira das 13h às 22h. Aos sábados as aulas são das 7h às 12h40 e, no domingo, os alunos prestam simulados de vestibular das 7h40 às 11h40.

As folgas são limitadas - quatro por ano - na Semana Santa, em julho, na Semana do "Saco Cheio" e no fim de ano com Natal e Réveillon. Toda essa rotina de estudos adicionada a falta de regalia do alojamento custo caro para os pais: mais de R$ 2 mil por mês.

Este é o mesmo cursinho feito pelo mineiro Mateus Gonçalves de Oliveira, de 19 anos, que deixou Belo Horizonte (MG) há um ano querendo se formar engenheiro eletrônico pelo ITA. Com saudades da família e da namorada, ele afirma que o principal desafio foi se adaptar à rotina de estudos. ?Meus amigos zoaram comigo quando disse que viria para cá?, disse.

Ao longo deste ano, Mateus aprendeu disciplinas que não caem no vestibular, mas que, segundo ele, serão importantes para a vida de universitário. ?Hoje sou eu que lavo e passo a minha roupa. Antes daqui, só tinha tocado no ferro para trocar ele de lugar?, diz brincando.

Serviço

Vestibular do ITA

Quando: Entre os dias 11 e 14 de dezembro

Onde: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Juiz de Fora, Londrina, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São José dos Campos, São José do Rio Preto, São Paulo e Vitória

Inscritos: Quase 7.300 estudantes

Vagas: 130 vagas nos cursos de graduação em engenharia nas especialidades aeronáutica, eletrônica, mecânica-aeronáutica, civil-aeronáutica, da computação e aeroespacial

Aprovados: Divulgação sai no dia 28 de dezembro na internet. Quem passar também receberá carta e telefonema informando o resultado

Fonte: G1