Alunos sem sala por falta de estrutura na Uespi

Alunos sem sala por falta de estrutura na Uespi

A sala dava lugar para as aulas do curso de Educação Física, que está sem condições de manter as atividades. Alunos buscam outras salas na instituição para concluir o período letivo reforma não é rea

As fortes chuvas atípicas no mês de novembro, em Teresina, provocaram muitos estragos na capital e atingiram também a Universidade Estadual do Piauí (Uespi), no Campus Poeta Torquato Neto. Alunos denunciam que há cerca de três semanas o forro da sala 219 do setor II do curso de Educação Física desabou durante a madrugada e até hoje nada foi feito para resolver o problema. O teto está com goteiras e após o incidente, a sala ficou isolada. Agora, alunos são obrigados a buscarem outras salas na instituição para concluir o período letivo.

De acordo com Alessandra de Maria, 22, estudante do 7º período do curso de Educação Física, confirmou que o teto caiu há três semanas e até agora nada foi feito. “É uma situação bastante complicada, já fomos atrás e até agora nada. Já comunicamos aos responsáveis. Não podemos comprar o material e ir construindo a universidade, porque não é responsabilidade nossa. Agora quem pode fazer não faz, isso complica as coisas”, lamenta a estudante, que confessa não ser a primeira vez que o teto dessa sala desaba.

Já Josileide Martins, 22, aluna do 7ª período de Educação Física, revela insatisfação quanto à estrutura da Uespi e que isso atrapalha a aprendizagem. “A gente vem para aprender e se profissionalizar. Daí se depara com essa situação perigosa. Está tudo tranquilo e do nada o teto cai, isso não é legal. A gente tem interesse em estudar, mas as condições de estudo aqui na Uespi, não só no curso de Educação Física, é triste, muito triste a realidade”.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Uespi, não houve queda do teto e sim retirada após vistoria nos setores. Garante ainda que as reformas na infraestrutura do Campus Torquato Neto serão concluídas o mais rápido possível.

“A prefeitura universitária informa que o setor de Engenharia Civil da Uespi está fazendo vistorias nas instalações do campus Torquato Neto, bem como em outros campi da universidade. O referido teto não caiu, mas foi retirado após vistoria. Ainda segundo a Prefeitura Universitária tão logo o período letivo da Uespi seja concluído, as reformas na infraestrutura do campus serão concluídas”, assessoria da UESPI.

No incidente ninguém ficou ferido, devido ao teto ter desabado no fim de noite e esse momento a sala estava vazia.

Um estudante que não quis se identificar, confessa que os problemas do curso de Educação Física vão além da estrutura em risco, mas também da falta de professores, materiais para aulas e ainda espaços adequados para realizar aulas práticas.



Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Márcia Gabriele