Americana volta a enxergar após implante de dente no olho

Foi a primeira vez que a técnica foi utilizada nos Estados Unidos.

Cega por quase uma década, Sharron "Kay" Thornton, uma avó americana de 60 anos que vive no estado do Mississipi, recuperou a visão depois que

médicos implantaram um dente dela em um dos olhos.

O procedimento, desenvolvido para pacientes cujos organismos podem rejeitar uma

córnea transplantada ou artificial, consiste em usar o dente como base para uma prótese de lentes minúscula e, assim, restaurar a visão.

Foi a primeira vez que a técnica, surgida na Itália e restrita a alguns centros da Ásia e da Europa, foi utilizada nos Estados Unidos.

A equipe médica do Bascom Palmer Eye Institute, da Universidade de Miami, extraiu um canino (também chamado de dente-olho) de Sharron. O cirurgião-dentista Yoh Sawatari fez um buraco no dente da paciente e enxertou nele uma lente acrílica.

O dente foi inserido sob a pele da clavícula de Sharron, onde permaneceu por três meses. Depois, foi colocado do centro do olho da paciente.

"Um buraco é feito na mucosa para a lente da prótese, que sai um pouco do olho e deixa a luz entrar, permitindo que o paciente volte a enxergar", diz um comunicado do Eye Institute.

"É um milagre"

Sharron havia perdido a visão em 2000, por causa da síndrome de Stevens-Johnson, uma doença rara que atinge a córnea. "Isso é verdadeiramente um milagre",

disse a paciente.

Depois da série de procedimentos cirúrgicos, ela teve as bandagens dos olhos retiradas há duas semanas. Poucas horas depois, Sharron já conseguia reconhecer objetos e rostos. Agora, segundo o Eye Institute, ela também é capaz de ler jornais.

"Estamos muito entusiasmados. Achamos que muitos pacientes podem se beneficiar", afirmou o chefe da equipe médica que cuidou de Sharron, Victor Perez.

"Imagine ficar com os olhos fechados por apenas uma semana... É impressionante o que você vê quando abre os olhos novamente", disse Sharron. "Estou ansiosa para ver meus sete netos mais jovens pela primeira vez."

Fonte: g1, www.g1.com.br