Angra recebe 110 toneladas de doações; Preta Gil leva 2 caminhões

A campanha Fome Zero, do governo federal, junto com a empresa Eletronuclear, também levou no sábado cerca de 200 kits de material escolar,

Neste final de semana, doações para vítimas da chuva em Angra dos Reis totalizaram 110 t, entre alimentos, água, roupas, material de limpeza, de higiene, velas e colchões. A cantora Preta Gil levou dois caminhões lotados de roupas e alimentos. Pelo menos 52 pessoas morreram em deslizamentos no primeiro dia do ano no município.

O posto de recebimento de donativos, instalado na Escola Estadual Artur Vargas (Ceav), recebeu a visita do presidente do estaleiro Keppel Fels Brasil, Kc Kwok, que levou 80 operários de sua empresa para trabalhar como voluntários durante todo o sábado. "Só hoje, eles trouxeram 300 fardos com garrafas de 1,5 l de água, além do que já veio, durante a semana, de material de higiene pessoal, de limpeza, vela, fósforo, roupa de cama, e alimentos", disse a primeira-dama Alessandra Jordão.

Kc Kwok disse a Alessandra que está reformando um prédio em Jacuecanga para abrigar 140 famílias. "Em 15 dias estará pronto", afirmou.

<br><img src="http://static.meionorte.com/uploads/imagens/carmemdea/012010/63ab5828f470d40989df7dd4655db398.jpg" width="600" height="450" /><br>

A campanha Fome Zero, do governo federal, junto com a empresa Eletronuclear, também levou no sábado cerca de 200 kits de material escolar, contendo mochila, estojo, caderno, lápis, lápis-de-cor, régua, apontador e borracha, para as crianças que perderam tudo. Na sexta-feira, a cantora Preta Gil chegou, sem prévio aviso, ao posto de recebimento de donativos e foi recepcionada pelo prefeito Tuca Jordão.

Ela enviou dois caminhões com doações de roupas e alimentos. Ela mobilizou uma campanha no Twitter, iniciada a partir de um pedido de sua sogra, moradora de Mambucaba, em Angra. Até o final de fevereiro, a renda dos ingressos vendidos às quintas-feiras para o show Noite Preta, que ela paresenta na boate The Week, no Rio, será doada para as vítimas de Angra dos Reis.

Segundo o último levantamento da Defesa Civil municipal, o número total de desabrigados, que estão em quatro escolas municipais, é de 116 pessoas. Os desalojados, que só comparecem aos abrigos para se alimentar, são 168.

Há, porém, 2.070 pessoas que não estão mais em suas casas porque foram para casas de parentes ou amigos. As 435 famílias que estavam abrigadas no Ciep 495, no Parque Mambucaba, estão recebendo assistência da prefeitura, como cestas básicas. Tragédia em Angra Deslizamentos de terra causaram dezenas de mortes na madrugada do dia 1º em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

No centro de cidade, uma encosta cedeu e deslizou por cima de casas no Morro da Carioca. Na Ilha Grande, o deslizamento por conta das chuvas durante a madrugada encobriu a pousada de luxo Sankay, lotada de turistas, e mais sete casas, na enseada do Bananal.

Fonte: Terra