Anvisa determina apreensão de remédio para impotência sexual

A Eli Lilly do Brasil Ltda, empresa detentora de seu registro, não fabricou os referidos lotes

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão e inutilização, em todo o País, de três lotes do medicamento Cialis, indicado para disfunção erétil. De acordo com a decisão publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, os lotes 816397, 8245895 e 0816397 foram falsificados.

A Eli Lilly do Brasil Ltda, empresa detentora de seu registro, não fabricou os referidos lotes. Será apreendido também o lote A369075, do mesmo medicamento, que apresentar data de fabricação e validade diferentes de maio de 2007 e abril de 2009, respectivamente.

Fonte: Terra, www.terra.com.br