Apelo de Dilma Rousseff contra execução de brasileiro na Indonésia é rejeitado

Ainda segundo Garcia, a execução de Archer deve ser neste domingo (18).

 O presidente da Indonésia não atendeu a apelos da presidente Dilma Rousseff para poupar a vida de dois brasileiros presos no país asiático e condenado à morte por tráfico de drogas, segundo informou nesta sexta-feira (16) o assessor especial para assuntos internacionais do Brasil, Marco Aurélio Garcia.

Os dois brasileiros são Marco Archer e Rodrigo Gularte. Segundo Garcia, Dilma conversou com o presidente indonésio, Joko Widodo, que não teve "sensibilidade" para o pedido da presidente. Ainda segundo Garcia, a execução de Archer deve ser neste domingo (18).

"Não houve sensibilidade por parte do governo da Indonésia para o pedido de clemência do governo brasileiro. Em princípio, a execução deve se dar à meia-noite de domingo, hora de Jacarta, às 15h no horário de Brasilia", informou Garcia.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1